Home Genocídio Armênio Grupo turco hackeia site da escola armênia de Buenos Aires

Grupo turco hackeia site da escola armênia de Buenos Aires

0

Na manhã desta sexta-feira, 28, o grupo que se auto intitula “Turk Hack Team” hackeou o site do Instituto Educativo San Gregorio El Iluminador da cidade de Buenos Aires (Argentina). O que mais choca e beira ao absurdo é o fato de hackearem a página de uma escola.

O grupo que realizou o ataque contra a página armênia é conhecido por hackear diversas páginas armênias da internet ao redor do mundo. Entretanto, os ataques nunca haviam sido feitos em sites armênios sul americanos. 

A página do instituto de educação (www.sangregorio.edu.ar) está com uma imagem de uma mesquita (fé muçulmana), além da meia lua e a estrela em um céu vermelho que remete a bandeira da Turquia. A capa estática do site ainda traz uma música turca no pano de fundo (foto abaixo). 


Engraçado como a Turquia e os turcos insistem em negar o genocídio do povo armênio, a tentativa de extermínio de um povo inteiro em sua terra natal, num crime contra a humanidade planejado e executados pelo governo dos Jovens Turcos em 1915 e que acarretou na morte de 1,5 milhão de armênios, além de centenas de milhares deportados que deixaram suas terras milenares armênias, hoje parte da República da Turquia.

– Se realmente o Genocídio Armênio é uma farsa, como grande parte dos turcos propaga, então por que despendem tempo e dinheiro com o lobby turco contra o reconhecimento do Genocídio Armênio à nível global?

– Por que fazem campanha para derrubar as avaliações no site IMDb de um filme armênio (The Promise) que ainda nem estreou nos cinemas do mundo?

– Por que a cada país que reconhece o Genocídio Armênio a Turquia corta suas relações, estremece e chama de volta seu embaixador?

Por que mataram Hrant Dink,  jornalista de origem armênia nascido na Turquia e que buscava a reconciliação entre os povos armênio e turco falando aberta e francamente sobre o genocídio?

– Por que o artigo 301 do código penal turco processa as pessoas que falam sobre a questão do Genocídio Armênio na Turquia, sob o pretexto de “ofensa à identidade turca”?


Creio que todas essas atitudes oriundas dos turcos sejam a maior prova de que o Genocídio Armênio aconteceu e foi um plano arquitetado e colocado em prática à partir de 1915, e que grande parte dos turcos, incluindo seu governo fascista (Erdogan), tenta esconder esse fato histórico.

Existe muita gente dentro da Turquia que se solidariza com a dor do povo armênio, massacrado, expulso de suas terras milenares. Penso que o caminho para que o agente (Turquia) perpetrador reconheça seu crime passa, não só pelos armênios da Turquia como também pela população turca, esta que tem o dever moral de reconhecer o que foi feito aos armênios há 102 anos.

 

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *