EsportesTudo

Lutador turco é banido de competições por racismo contra armênios

Asbarez
milli-guresci-riza-kayaalp-in-adi-spor-salonuna-4627545_6039_oA Federação Internacional de Lutas Associadas (FILA) barrou a participação do lutador turco Riza Kayaalp em torneios por um período de seis meses, devido aos seus tweets racistas e insultos sobre manifestantes da Resistência Gezi na Turquia. “Nós não vamos ter nosso filho perdido”.

Durante a resistência na Turquia, Kayaalp enviou vários tweets agressivos, incluindo “Você deixou a terra para os armênios, Deus há de puni-los malditos chapulliers(saqueadores)”, “o povo armênio está celebrando porque ocuparam a Praça Taksim e insultaram a Turquia facilmente”, “Eu vou f .. r seus protestos, seus traidores “.

tweet

Um dos tweets do lutador em que Kayaalp diz que é uma vergonha a ocupação de armênios e que serão punidos por deus

Muitas queixas sobre Kayaalp foram supostamente arquivadas na FILA, bem como no Conselho Olimpíada Internacional (COI). Segundo o jornal Haberturk, a FILA encontrou observações racistas de Kayaalp, há três semanas, impedindo-o de participar em torneios, por um período de seis meses.

Por outro lado, Kayaalp foi recentemente escolhido como atleta titular da bandeira da Turquia na cerimônia de abertura dos Jogos do Mediterrâneo – um evento Olímpico Internacional, que foi organizado pela Turquia este ano.

Segundo um artigo publicado pelo jornal Radikal, da Turquia o presidente da Federação de Lutas da Turquia, Hamza Yerlikaya, disse que abriram um processo legal sobre a cobertura de notícias e denúncias.

O lutador excluiu sua conta do Twitter e criou uma nova. Na nova conta o lutador pede desculpas aos armênios e aos companheiros de resistência. Veja aqui.

"Cidadãos armênios, e especialmente os nossos companheiros na resistência mais uma vez me desculpe!"

“Cidadãos armênios e especialmente os nossos companheiros na resistência, mais uma vez, me desculpe!”

 

Matérias Relacionadas
Eventos

Novo documentário de Gary Gananian sobre Artsakh será exibido em São Paulo

Gary Gananian, um dos diretores de Rapsódia Armênia, acaba de lançar um novo documentário…
Leia mais
Genocídio Armênio

Mississippi reconhece o Genocídio Armênio

Fontes : ArmRadio O Mississippi tornou-se o 50º estado dos EUA a…
Leia mais
Artsakh

Contando cada armênio de Artsakh

Por Cristopher Patvakanian para o Mirror-Spectator Muito antes da guerra de Artsakh de 2020, Anna…
Leia mais

Deixe um comentário