Home Campanhas Campanha do Estação Armênia contra a extradição de azeri pelo governo da Hungria
0

Campanha do Estação Armênia contra a extradição de azeri pelo governo da Hungria

0

Todos acompanharam aqui no Portal Estação Armênia o absurdo caso da extradição de Ramil Seferov, oficial azeri que asassinou brutalmente o oficial armênio Gurgen Margaryan durante os treinamentos da OTAN em 2004, na cidade de Budapeste (Hungria).

O assassino foi condenado a prisão perpétua, porém, esta semana ele foi extraditado de volta para o Azerbaijão e recebido como herói nacional.

O Portal Estação Armênia convoca todos os armênios do Brasil a enviar seu protesto demonstrando o descontentamento com este ato repudiável do governo húngaro.

Você pode enviar o e-mail com o texto modelo (veja abaixo) ou, se preferir, escrever o seu próprio descontentamento ao Embaixador da Hungria no Brasil.

Envie o texto abaixo para o e-mail:  mission.brz@mfa.gov.huembassy@brazil.hu

Prezado Sr. embaixador, 

Como cidadão brasileiro, descendente de armênios, fiquei extremamente consternado e protesto veementemente contra o Governo da Hungria pela extradição de Ramil Seferov, azeri que em 2004 assassinou o armênio Gurgen Margaryan durante os treinamentos da OTAN em Budapeste.

Safarov foi condenado à prisão perpétua na Hungria, mas foi extraditado pelo governo húngaro e recebido em seu país (Azerbaijão) como herói, sendo perdoado e em seguida condecorado com uma das mais altas distinções do seu país recebendo tratamento digno de um herói nacional.

Exigimos a imediata retratação da Hungria para com a Armênia e sua diáspora em todo o mundo. Os armênios de todo o mundo estão a postos para protestar em frente às embaixadas e consulados húngaros (como já foi feito em Yerevan e ainda será realizado hojeem Los Angeles). Caso nenhuma atitude contundente seja tomada pelo governo que o senhor representa, aquiem São Paulonão será diferente e será e haverá manifestação.

Atenciosamente,

Assinatura:

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *