Da Redação

Tropas azeris pavimentam estradas e montam trincheiras na Armênia, segundo prefeitos

As tropas azerbaijanas que violaram a fronteira da Armênia e avançaram para posições nas províncias de Gegharkunik e Syunik estão ativamente construindo estradas e cavando trincheiras no território soberano da Armênia, segundo os prefeitos de cidades na região. Tropas azeris invadiram o território soberano da República da Armênia no último dia 12 de maio e, apesar de diversas manifestações de autoridades internacionais condenando o ato, se recusam a recuar.

“Esta é a nossa terra”, disse Artryom Yeranosyan, o prefeito da aldeia Veris Shorja na região de Vardenis da província de Gegharkunik na Armênia, ao Serviço Armênio da RFE / RL. “Mas nessa área eles [os azeris] estão trabalhando, movendo suas trincheiras e pavimentando a estrada para que possam ir de uma trincheira a outra em veículos.”

“Se eles estão sentados em território armênio desde 12 [de maio], eles podem fazer o que quiserem”, acrescentou Yeranosyan, explicando que as forças do Azerbaijão também ocuparam as pastagens da área. “Se eles se aproximarem, devemos deixar Shorja. Isso também não é possível”, disse Yeranosyan.

No vilarejo de Norabak, os azerbaijanos têm pavimentado uma estrada há três dias usando tratores, segundo o prefeito Vazgen Asatryan, acrescentando que as forças azeris descem das colinas em direção à cidade. Asatryan disse que os azerbaijanos vêm descendo das colinas há três dias, aproximando-se de celeiros mais antigos que sobraram da era soviética com seus caminhões e escavadeiras, como se um criassem um novo posto de fronteira.

A prefeita da vila de Kut, Sima Chitchyan, disse que tem monitorado a área com binóculos e pode observar o azerbaijão fazendo obras.

O Defensor dos Direitos Humanos da Armênia, Arman Tatoyan, mais uma vez, soou o alarme da presença ilegal de azerbaijanos no território soberano da Armênia.

“Militares do Azerbaijão estão parando ilegalmente os aldeões em pastagens próximas às aldeias na região de Gegharkunik, exigindo explicações sobre o movimento dos moradores locais, ou tentando realizar buscas ilegais em seus veículos e fazendo ameaças”, disse Tatoyan, cujo escritório disse que os azerbaijanos estão ameaçando a população em Verin Shorzha levantando suas armas.

“Temos dois tipos de situações aqui. A primeira é quando os soldados azerbaijanos estão fisicamente presentes em nossas áreas de pastagem específicas ou onde o abastecimento de água está. A segunda é quando eles visam as áreas sob sua observação direta”, explicou Tatoyan.

Todos os líderes da aldeia concordaram que suas comunidades estão ameaçadas e que pastores foram expulsos das pastagens nas áreas. Yeranosyan disse que o abastecimento de água de várias aldeias em Vardenis está sob controle do Azerbaijão. “Nossa principal fonte de água é onde eles [os azeris] estão agora”, disse,

Já o Ministério da Defesa da Armênia, afirma que as tentativas das tropas azerbaijanas de realizar obras de fortificação nas áreas de fronteira da República da Armênia foram prontamente impedidas pelas ações de unidades armênias.

Em particular, o Ministério afirma que em 3 de junho as forças armadas do Azerbaijão tentaram realizar terraplenagens com um trator na área de fronteira com a República da Armênia e que após tiros de advertência das subdivisões armênias as obras foram interrompidas. Uma exigência clara foi apresentada para o lado azeri para que cessassem a recorrência de tais tentativas.

“No entanto, as forças armadas do Azerbaijão continuam a realizar obras de engenharia e fortificação nas áreas onde estão localizadas suas bases militares, sem cruzar a fronteira com a República da Armênia. Como o movimento dessas áreas pelos militares do Azerbaijão é visível na região de Verin Shorzha da região de Gegharkunik, bem como nas aldeias de Kut, isso aumenta a preocupação da população local, o que se reflete no relatório do ombudsman”, diz o Ministério em comunicado.

Posto armênio na fronteira

Matérias Relacionadas
Artsakh

Ministro das Relações Exteriores da Armênia denuncia Azerbaijão em Moscou

Fontes : Mirror Spectator O novo ministro das Relações Exteriores da…
Leia mais
Da Redação

OTSC decide não agir em invasão do território armênio

O agravamento da situação no sul da Armênia em conexão com o estabelecimento de uma nova…
Leia mais
ArtsakhDa Redação

15 prisioneiros de guerra retornam à Armênia

Fontes : Asbarez EUA, Geórgia e UE desempenham papel importante no…
Leia mais

Deixe um comentário