Home Da Redação Parlamento de Portugal reconhece o Genocídio Armênio
607282
genocidioarmenio-parlamentoportugues

Parlamento de Portugal reconhece o Genocídio Armênio

Mais um país europeu acaba de dar mais um passo rumo ao reconhecimento do Genocídio Armênio.

Na tarde desta sexta-feira, dia 26 de abril, a Assembleia da República de Portugal (Parlamento português) aprovou uma resolução para o dia 24 de abril passar a ser o ‘dia de pesar em evocação das vítimas do genocídio arménio de 1915’.

Esta evocação contém uma lição para o nosso tempo, pois perante o nível atual de nacionalismos, de xenofobias e de intolerâncias a nível mundial, é fundamental lembrar os abismos do passado. É também através da cultura da memória que a Assembleia da República reitera o seu compromisso com a defesa dos direitos humanos e que sublinha a importância de fortalecer o diálogo entre os povos, entre as religiões, entre as culturas e entre as civilizações.

A informação deste reconhecimento foi dada por Bedo Demirdjian, Assessor da Representação Permanente da República Artsakh. Confira o documento na imagem ao lado e pode ser conferida no site do Parlamento clicando aqui.

A votação aconteceu hoje (26), um dia depois das comemorações pelos 45 anos da  Revolução de 25 de Abril, também conhecida como Revolução dos Cravos de1974, que depôs o regime ditatorial do Estado Novo e que iniciou um processo que viria a terminar com a implantação de um regime democrático e com a entrada em vigor da nova Constituição a 25 de abril de 1976, marcada por forte orientação socialista.

Armen Kevork Pamboukdjian Jornalista de formação, é editor-chefe do site Estação Armênia.

Deixe um comentário