Da RedaçãoGenocídio Armênio

Parlamento de Portugal reconhece o Genocídio Armênio

Mais um país europeu acaba de dar mais um passo rumo ao reconhecimento do Genocídio Armênio.

Na tarde desta sexta-feira, dia 26 de abril, a Assembleia da República de Portugal (Parlamento português) aprovou uma resolução para o dia 24 de abril passar a ser o ‘dia de pesar em evocação das vítimas do genocídio arménio de 1915’.

Esta evocação contém uma lição para o nosso tempo, pois perante o nível atual de nacionalismos, de xenofobias e de intolerâncias a nível mundial, é fundamental lembrar os abismos do passado. É também através da cultura da memória que a Assembleia da República reitera o seu compromisso com a defesa dos direitos humanos e que sublinha a importância de fortalecer o diálogo entre os povos, entre as religiões, entre as culturas e entre as civilizações.

A informação deste reconhecimento foi dada por Bedo Demirdjian, Assessor da Representação Permanente da República Artsakh. Confira o documento na imagem ao lado e pode ser conferida no site do Parlamento clicando aqui.

A votação aconteceu hoje (26), um dia depois das comemorações pelos 45 anos da  Revolução de 25 de Abril, também conhecida como Revolução dos Cravos de1974, que depôs o regime ditatorial do Estado Novo e que iniciou um processo que viria a terminar com a implantação de um regime democrático e com a entrada em vigor da nova Constituição a 25 de abril de 1976, marcada por forte orientação socialista.

Sobre o autor

Artigos

Jornalista de formação, é editor-chefe do site Estação Armênia.
Matérias Relacionadas
Artsakh

Armênia retirará suas tropas de Artsakh em Setembro

Fontes : Asbarez, Armenpress O chefe de segurança nacional da…
Leia mais
Artsakh

Comunidades armênias em Berdzor serão cedidas ao Azerbaijão

Fontes : Armenian Weekly Por Lillian Avedian A cidade de Berdzor…
Leia mais
Eventos

Novo documentário de Gary Gananian sobre Artsakh será exibido em São Paulo

Gary Gananian, um dos diretores de Rapsódia Armênia, acaba de lançar um novo documentário…
Leia mais

Deixe um comentário