Home Da Redação Cidade na Califórnia forma a primeira turma de policiais comunitários armênios

Cidade na Califórnia forma a primeira turma de policiais comunitários armênios

0
0

Por Alene Tchekmedyian,via The Burbank Leader – 

(Cheryl A. Guerrero/Staff photographer / February 27, 2013)
Varduhi Ghukasyan é cumprimentada pelo chefe de polícia durante sua formatura. (Cheryl A. Guerrero/Staff photographer / February 27, 2013)

Depois de assistir uma apresentação da polícia de Burbank (cidade da Califórnia, próxima a Los Angeles) – que incluía demonstrações de armas especiais, do esquadrão tático e palestras sobre gangues, investigação forense e força – aconteceu a formatura dos primeiros membros da polícia comunitária que são deficientes auditivos e pertencentes à coletividade armênia local.

“Vocês provavelmente sabem muito mais agora sobre o departamento de polícia do que quando nós começamos”, afirmou o oficial Joshua Kendrick na quarta-feira, para mais de 30 habitantes de Burbank que concluíram o curso de sete semanas.

Veja fotos clicando aqui.

Tigran Khachikyan, que se formou pela turma de deficientes auditivos, disse que antes de ingressar no curso, ele tinha problemas com a polícia e relutava para entender suas operações.

“Eu pensava que eles não me valorizavam como cidadão”, disse ele, em linguagem de sinais. “[Agora], eu me sinto que realmente entendo o trabalho deles e como trabalham duro por nós”.

A academia ajuda a fortalecer a parceria entre o departamento da comunidade, especialmente com a demografia da cidade mudando continuamente, de acordo com o chefe interino de polícia Scott LaChasse, que dirigiu de Palm Springs só para estar na formatura.

“Tem pessoas que tem negado ter contato conosco”, disse LaChasse. “O que precisamos é consertar esses relacionamentos – esse é um dos passos nesse sentido”.

O formando Joseph Hovanessian disse que suas partes favoritas no curso foram aprender sobre o sistema penal, procedimentos de patrulha e a direção de casos de detetive.

Já graduado, Hovanessian está agora apto a se voluntariar para o departamento.

No futuro, ele diz que gostaria que mais moradores da comunidade armênia, especialmente jovens, se matriculassem no curso.

Nesta primavera, a academia estará preparada para falantes de inglês e espanhol, e as classes especiais para armênios e deficientes auditivos retornarão no outono.

Os formandos também destacaram o humor que os oficiais levaram para cada classe.

De saída, um dos graduados disse a Kendrick que desejava vê-lo em breve. Ele hesitou por um momento e abriu um sorriso, dizendo “Não…”

“Não no mau caminho”, Kendrick disse, e então ambos começaram a gargalhar.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *