Da RedaçãoTudo

Pallone e Schiff condenam ataque covarde do Azerbaijão à Nagorno-Karabakh

PalloneO congressista Frank Pallone Jr. (Co -presidente do Congresso Armênio de Questões Para o Caucáso) lançou neste sábado (02) a seguinte declaração condenando a mais recente onda de ataques em larga escala do Azerbaijão contra Nagorno Karabakh:

Condeno fortemente a escalada de hostilidades contra Nagorno Karabakh , por parte do Azerbaijão, e me reunirei junto da administração de Obama no sentido de instar uma desescalada imediata do conflito. A retórica ameaçadora do Azerbaijão, por meio de seu presidente Aliyev tem consistentemente aludido a violar o cessar-fogo firmado em 1994 e atacar o povo de Nagorno Karabakh. O presidente Aliyev continua a desafiar as chamadas internacionais para alcançar uma solução negociada que garanta uma paz duradoura na região. É inaceitável para o Azerbaijão que continue em seu atual caminho beligerante, e exorto a administração Obama e Grupo de Minsk da OSCE para exigir a prestação de contas por parte do Azerbaijão e continuar a trabalhar para a implementação de propostas que promovam a paz.”

SchieffNo sábado também, o Representante Adam Schiff (membro da Câmara Permanente do Comitê de Inteligência e ferrenho defensor do reconhecimento do Genocídio Armênio pelos EUA) divulgou uma nota condenando o Azerbaijão:

“Estou profundamente perturbado e condeno essa terrível nova escalada na agressão do Azerbaijão contra Nagorno Karabakh, sob a forma de uma agressão militar significativa que matou 18 soldados armênios e pelo menos um civil – um jovem rapaz. Que este ataque vem apenas algumas horas depois de o presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev, voltar de reuniões em Washington, DC com o vice-presidente Biden e o secretário Kerry, demonstra que a política dos Estados Unidos e do Grupo de Minsk simplesmente não funciona. Até o Azerbaijão enfrentar as consequências fortes e significativas sobre a sua política de escalonamento e violência, e sua recusa de auto-serviço para concordar com a monitorização internacional da Linha de Contato, há pouca chance de resolver o conflito e evitar mais derramamento de sangue. As verdadeiras vítimas desta política são o povo de Artsakh que simplesmente querem viver livres de franco-atiradores e morteiros e exercer o seu direito de auto-determinação.”.

Matérias Relacionadas
Artsakh

Armênia retirará suas tropas de Artsakh em Setembro

Fontes : Asbarez, Armenpress O chefe de segurança nacional da…
Leia mais
Artsakh

Comunidades armênias em Berdzor serão cedidas ao Azerbaijão

Fontes : Armenian Weekly Por Lillian Avedian A cidade de Berdzor…
Leia mais
Eventos

Novo documentário de Gary Gananian sobre Artsakh será exibido em São Paulo

Gary Gananian, um dos diretores de Rapsódia Armênia, acaba de lançar um novo documentário…
Leia mais

Deixe um comentário