CulturaTudo

A Armênia guarda a lança que feriu Jesus Cristo durante a crucificação

 

Nesta época de Páscoa é muito comum o assinante de TV a cabo se deparar com documentários sobre os últimos dias de Jesus Cristo em vida.

A ponta da lançaAlguns documentários mostram a história da crucificação (Via Crucis) e mencionam o episódio em que Jesus Cristo, já crucificado, acaba sendo ferido em suas costelas por um soldado romano com uma lança.

A Armênia, detentora da relíquia, afirma que a ponta desta lança está guardada em uma caixa na Catedral de Etchmiadzin, uma das mais antigas igrejas do mundo localizada próxima a Yerevan, capital da Armênia. A lança teria sido levada ao país pelo apóstolo Judas Tadeu alguns anos após da crucificação de Jesus. 

A lança veio ao Brasil, em 2004, e ficou exposta na mostra “Tesouros de Etchmiadzin”, exibida  na Pinacoteca do Estado de São Paulo. A exposição celebrou, na ocasião, os 1700 anos de cristianismo na Armênia.

 

Abaixo, assista ao documentário da National Geographic ” A lança que feriu Cristo”.

Veja também o documentário intitulado”Legend of the Holy Spear“, clique aqui:

O Monastério

geghard, Armen, Brasil, Lança, Cristo

Ponte que liga a caverna à igreja (2011)

Anteriormente a lança ficava guardada no monastério de Gueghardavank (gueghard, lança – vank,  monastério), na província armênia de Kotayk, uma construção única que está incrustada na montanha, rodeada por rochedos. Em 2011 tive a oportunidade de conhecer o monastério que é considerado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Segundo a história, o monastério foi fundado no século IV por Gregório, o Iluminador, numa caverna de onde aflora uma nascente subterrânea considerada sagrada desde antes do aparecimento cristianismo, e levava o nome de Ayrivank (o Mosteiro da Caverna).

A primeira construção do monastério foi totalmente destruída por árabes no século IX, além de sofrer muitos estragos causados por terremotos. Hoje, o Monastério de Gueghard é um dos locais mais visitados por turistas que vão à Armênia.

Cristianismo na Armênia

 

Vale lembrar também que a Armênia foi a primeira nação a aceitar o Cristianismo, em 301, portanto, 12 anos antes de ser legalizado no Império Romano, pelo Édito de Milão de 313.

Em setembro de 2001 o Papa João Paulo II visitou à Armênia para homenagear a Igreja Apostólica Armênia por seus 1700 anos de cristianismo. Foi a primeira vez que um papa da Igreja Católica Apostólica Romana visitou a Armênia.

Em 2008 foi lançado um catálogo sobre a exposição. A igreja armênia é liderada por um Katoghigoss e não é subordinada ao Vaticano. O Patriarca de todos os armênios atualmente é a Sua Santidade Karekin II, que esteve no Brasil em maio de 2011 (clique aqui e leia matéria publicada por ocasião da visita).

Veja mais imagens.

 

 

Sobre o autor

Artigos

Jornalista de formação, é editor-chefe do site Estação Armênia.
Matérias Relacionadas
Eventos

Igreja Apostólica Armênia do Brasil comemora a Santa Transfiguração de Cristo

No próximo domingo, dia 27 de julho de 2014, a Igreja Armênia comemora a Festa da Santa…
Leia mais
Eventos

Missa e almoço tradicional de Mitching (Metade da Quaresma)

Voluntárias preparando os pães de Tahine.Foto: M.K.S Ao chegar da metade da quaresma (período…
Leia mais
Da RedaçãoTudo

Mensagem de Páscoa do Arcebispo Datev Karibian, da Igreja Apostólica Armênia do Brasil

Por ocasião da celebração da Ressurreição de Cristo, neste domingo, a Igreja Apostólica…
Leia mais

Deixe um comentário