Home Da Redação Aprovação de envio de tropas turcas pelo parlamento é declaração de guerra contra a Síria

Aprovação de envio de tropas turcas pelo parlamento é declaração de guerra contra a Síria

0

Em mais uma atitude hostil e belicista o parlamento turco aprovou pelo prazo de uma ano envio de tropas para a Síria.

A moção foi aprovada após a morte de cinco pessoas de uma aldeia turca por bombas vindas do território sírio.

Apesar dos 320 votos favoráveis 129 deputados de oposição votaram contra alertando do perigo de uma aventura militar na Síria.

Os temores de um possível desdobramento da crise síria na região ficou evidente hoje com o pedido do Ministro das Relações Exteriores do Egito Mohamed Amr, para que as tropas leais a Bashar Al Asad se comprometam a não atacar as fronteiras com os países vizinhos.

O Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, um dos últimos aliados de Assad, disse que foi um triste acidente que será confirmado pelo governo sírio em breve.

De acordo com Hillary Clinton secretária de Estado, o governo de Barack Obama está “indignado” com o ataque, e considera “muito, muito perigosa” a situação onde a violência está se espalhando fora do território sírio.

A UE demonstrou apoio a Turquia por meio de sua Comissária Catherine Ashton que disse: A UE não vai tolerar nenhuma violação da soberania da Turquia. A UE considera que a crise síria já transbordou.

Angela Merkel condenou “energicamente” o ataque e pediu moderação a ambas as partes, mas deixou claro que seu governo está “do lado da Turquia”, com o qual mantém contato próximo.

O governo turco se antecipou a qualquer averiguação do incidente e vem usando habilmente da situação para fortalecer ainda mais suas posições políticas no Oriente Médio.

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *