Home Da Redação Criado por azeri, jogo de tiro incentiva assassinatos em massa de armênios

Criado por azeri, jogo de tiro incentiva assassinatos em massa de armênios

No começo da semana o reporter Nino Gojiashvili  publicou uma matéria no site Eurasianet.org sobre um jogo criado no Azerbaijão e que está criando muita polêmica.

Farid Hagverdiev, de 19 anos estudante da Baku’s State Oil Academy criou o jogo “Under Occupation”. O game dá aos jovens do Azerbaijão a oportunidade de alterar a história. O objetivo é ocupar a cidade de Shusha e destruir as forças armênias. 

Para o leitor entender um pouco sobre a questão abordada pelo jogo, abro um parêntese para a explanação:

[quote]

Durante o ano de 1992, forças da Armênia capturaram a cidade de Shusha na área montanhosa de Artsakh, região historicamente armênia cedida ao Azerbaijão em 1922 por Stalin, quando ambos os países foram anexados à ex-União Soviética. A retomada de Artsakh – hoje República de Nagorno-Karabakh – marca o ponto de virada no conflito armado entre a Armênia e o Azerbaijão, que tem está em regime de cessar fogo atualmente, porém constantemente violado pelo exército azeri. O Plano de paz para a região é mediado pela Organização de Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), mas que ainda não conseguiu encontrar o caminho para a paz

[/quote]
Voltando à questão do jogo, ainda segundo o site Eurasianet.org, Hangverdiev contou que criou o “Under Occupation” baseado em jogos de tiro em primeira pessoa como Call Of Duty e Counter Strike. Ele conta que trabalhou com uma equipe de desenvolvedores recrutados dentre seus colegas de academia e levou dois anos para ir de conceito bruto até o produto final.
 

A matéria também afirma que o criador do jogo reconheceu que sua motivação para o desenvolvimento do jogo foi além de um simples desejo de entreter as pessoas: “sempre houve um elemento político para o projeto; criar o jogo para que a juventude azeri apóie o espírito patriótico, e eu espero ter realizado essa missão com sucesso.”

O jogo é gratuito e pode ser baixado de graça, e segundo o criador “tem obtido uma boa recepção dos jogadores do Azerbaijão”. 

Em um sinal de total aprovação do governo do presidente Ilham Aliyev, o Ministério da Juventude e Desportos organizou uma apresentação formal do “Under Occupation” no início do verão, realizado no Hyatt Regency, um dos hotéis mais caros de Baku, capital do Azerbaijão. 

Segundo a reportagem do Eurasianet.org o jogo não é para os fracos de coração, pois contém muita matança e é classificado como uma celebração da violência. Entre as tarefas o jogador disparar lotes de munição contra os “inimigos armênios”, resgatar um soldado azeri ferido, recuperar documentos e explodir um prédio na cidade de Shusha.

Pautado com colaboração de Archavir Donelian.

 

Armen Kevork Pamboukdjian Jornalista de formação, é editor-chefe do site Estação Armênia.

Deixe um comentário