Home Da Redação ONG turca realiza fórum sobre Genocídio Armênio em Istambul

ONG turca realiza fórum sobre Genocídio Armênio em Istambul

6

Forum Durde

Apesar da repressão e censura na Turquia, sobretudo através do artigo 301 do Código Penal do país, que estabelece processo, multa e prisão a quem ofende a identidade da nação turca, a fundação Durde (ONG de luta contra o racismo na Turquia) promove, neste sábado, dia 6 de julho, um fórum sobre a aproximação do 100° aniversário do Genocídio Armênio.

A ONG, que sempre se manifesta sobre as questões armênias, realiza o evento no Taxim Hill Hotel, próximo ao Parque Gezi, em Istambul, palco de recentes protestos contra o governo de Erdogan. Entre os convidados estão diversos ativistas dos Direitos Humanos e professor universitários que vão discutir medidas sobre a questão do Genocídio.

A realização deste evento é mais um passo em busca do reconhecimento do Genocídio Armênio pelo Governo da Turquia e suas conseqüentes reparações, devoluções de bens e outras obrigações, inclusive morais.

Aqui do Brasil, podemos concluir que é muito importante que grupos e ONG’s de Direitos Humanos apóiem os armênios da Turquia nessa luta. Existe um número incontável de cidadãos turcos de origem armênia no país.

Programação do Fórum.

Durde

06 de julho de 2013 • Taxim Hill Hotel • Istambul 

14:00 -15:30:
P
ainel: Por que com a aproximação do centenário, o Genocídio Armênio ainda continua atual?

Moderador: Cengiz Alga DurDe
Apresentação: Ümit Kurt, (professor da Universidade Clark)

15:45 -17:30:

Forum: Ativistas Discutem – Plano de Ação para o centenário (1915-2015)
Moderador: F. Levent Şensever, DurDe

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Comment(6)

  1. GENOCÍDIO ONDE? POVO TURCO, POVO CORRETO E CORDIAL. OS ARMÊNIOS QUEREM APARECER.

    JUDEUS E ALEMÃES – JAPONESES E CHINESES, ISSO SIM FOI GENOCÍDIO.

    AINDA BEM QUE PAÍSES COMO OS EUA E BRASIL JAMAIS VÃO RECONHECER ESTA INVERDADE. OS ARMENIOS É QUE DEVERIAM INDENIZAR O POVO TURCO.

  2. Bedros, ou seja la o que for seu nome…. Se vc e armenio mesmo entao toma vergonha na cara, se vc apenas quer se passar por um armenio, entao… Cuida da sua vida e para de falar besteira..fica em paz!

  3. Com certeza é um fake.. pois se for armênio tinha q ter vergonha em pensar tal coisa.. é um cretino q fica usando nome alheio para falar tanto absurdo. Assuma sua identidade e vá estudar um pouquinho. Lamentável!!!

  4. Em primeiro lugar me recuso a me dirigir a vc por “Bedros” pois certamente trata-se de um fake, só está utilizando um nome armênio para polemizar um pouquinho… A única pessoa que está querendo se aparecer aqui é você, caso contrário não teria feito tal comentário em um jornal armênio. Bom… Já que vc conseguiu, “APARECEU”, deixa eu te dar uma dica: arrume um lugar bem confortável para se sentar e estude o tema, analise por sí mesmo os incontáveis documentos probatórios, aproveite para assistir um curso intitulado “Genocídio Armênio” disponibilizado gratuitamente pela USP; não se preocupe, o professor que ministra esse curso é um historiador muito conceituado quanto ao tema “genocídio” dominando completamente a matéria e as aulas são super didáticas, o que possibilita a compreensão até de pessoas menos favorecidas intelectualmente como já se notou é o seu caso 😉

  5. Oh Bedros, você deve ser leitor assíduo do Portal… hein. Gosta, né!! Você não engana… não é armênio não, se fosse não falaria tanta bobagem. Tenho dó da sua ignorância, bem típica do povo turco, que nega a verdadeira história, até por imposição do seu próprio governo que ensina tudo errado. Mas isso vai mudar. A Turquia conta com o repúdio da maioria das nações e não consegue atingir seus objetivos de participação em várias organizações mundiais por essa postura negacionista. Poder econômico e contar com a cumplicidade de alguns países poderosos não é tudo não. Não dá pra jogar genocídio pra de baixo do tapete. A Turquia é um estado genocida e você é cúmplice. Idiota.

  6. Sou brasileiro mas não sou descendente de armênios ou de turcos. Tomei conhecimento do “genocídio” armênio através de livros e documentários. Em uma consulta com um médico descendente de armênios, ao comentar sobre o assunto, o mesmo me contou que sua família fugiu da Anatólia após uma tia sua ter sido morta por um soldado turco dentro de uma igreja armênia durante uma reunião. Ela estava grávida e o soldado abriu seu ventre na presença de todos!
    Sou simpatizante da causa armênia e admirador de sua cultura mas gostaria de compartilhar os seguintes fatos:
    1- O massacre final dos armênios iniciado em 1915 pelo governo otomano NÃO FOI O 1º GENOCÍDIO DO SÉCULO XX. Entre 1904 e 1907 ocorreu o genocídio dos Hereros e Namas na atual Namíbia (Africa) por parte do exército alemão comandados por Lothar Von Trotta. Por essa época, os belgas também efetuavam um genocídio entre os habitantes do antigo Congo Belga…
    2- O governo da antiga RDA (República Democrática da Armênia), no início dos anos 1920 não conseguiu fazer o Tratado de Sévres sair do papél…
    3- Reivindicar a devolução de territórios perdidos só irá dificultar ainda mais o reconhecimento do genocídio armênio! Nenhum governo irá ter apoio da população turca se optar por devolver territórios! Atualmente só se conquista novos territórios através das armas (vide Ucrania, Cisjordânia, Nagorno-Karabakh)…
    O reconhecimento do genocídio, o livre acesso de armênios a templos e lugares históricos ainda existentes na antiga Armênia Ocidental, a criação de um mercado comum entre Turquia e Armênia e a abertura da fronteira comum entre estes dois Estados me parece ser o possivel embora não seja o completamente justo. Sei que serei criticado por minha opinião mas esses são os fatos e temos que analisa-los sem emocionalismos, mesmo porque o destino dos turcos e armênios continua unido quer pela cultura quer pelos ódios e remorsos !

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *