Home Da Redação Potências “lavaram as mãos” durante o Genocídio Armênio, diz Papa Francisco

Potências “lavaram as mãos” durante o Genocídio Armênio, diz Papa Francisco

0

Armenpress


papaDurante o Holocausto as grandes potências “lavaram suas mãos”, pois eles sabiam mais do que falavam. Eles não se impuseram durante o Genocídio Armênio também, eles “lavaram suas mãos”. Isso foi afirmado por Jorge Mario Bergoglio, o atual Papa de Roma Francisco, no livro “Sobre el Cielo y la Tierra”, publicado em conjunto com o rabino argentino Abraham Skorka em 2010. 

O Papa Francisco observou que no século 20 eles destruíram aldeias, considerando-se deuses. “Os turcos fizeram aquilo com os armênios, os alemães – com o povo judeu, comunistas de Stalin – com os ucranianos”.

Bergoglio, escreveu: “Se pensar no paraíso uma pessoa não luta por seus direitos, ele está sob a influência do ópio. Pessoas, que superaram persuasão e massacres, como durante os três maiores genocídios do século passado de armênios, judeus e ucranianos, lutaram por sua liberdade”.

O livro revela os pontos de vista do atual Papa sobre a igreja, religião e crença. Ele também toca o ateísmo, a morte, o aborto, Holocausto, homossexualidade e do capitalismo.

O Papa Francisco já havia declarado ser a favor do reconhecimento do Genocídio Armênio em 2006, leia aqui.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *