Da RedaçãoTudo

Azerbaijão torturou e matou soldados armênios; há evidências de atuação do ISIS

Via Prensa Armenia

Screenshot_2016-04-06-15-25-21-1

Com apoio do Comitê Internacional da Cruz Vermelha, azerbaijanos e armênios fizeram a troca dos corpos de soldados mortos nesta segunda-feira, dia 11 de abril. A operação terminou a poucas horas.

Oficialmente o Ministério da Defesa de Nagorno-Karabakh anunciou que os corpos do heróis armênios tombados foram mutilados e tinham marcas de tortura, fato que constitui em gravíssimo crime de guerra pelas leis internacionais.

O exército de Nagorno Karabakh, apoiado pela Armênia, encontrou 13 corpos de soldados azeris em seu território e recebeu 18 corpos de heróis armênios. Alik Avetisyan, porta-voz do Ministério da Defesa informou de maneira emocionada que 3 desses corpos haviam sido decapitados.

2Durante o conflito as autoridades armênias informaram que tinham razões para afirmar que mercenários do Estado Islâmico (ISIS) estavam no apoio de tropas azeris.No auge do conflito, nos dias 1 e 2 de abril, na região de Talish, bem próxima a fronteira, o casal de idosos Valera e Razmela Khalapian (forte imagem ao lado) foram encontrados mortos com as orelhas decepadas dentro de suas próprias casas.

Os protestos oficiais vão ser encaminhados para os órgãos competentes a fim de que o mundo saiba da selvageria que rege o governo Aliyev e as tropas azeris devidamente rechaçadas pelas tropas armênias de Nagorno Karabakh.

Matérias Relacionadas
Eventos

Novo documentário de Gary Gananian sobre Artsakh será exibido em São Paulo

Gary Gananian, um dos diretores de Rapsódia Armênia, acaba de lançar um novo documentário…
Leia mais
Genocídio Armênio

Mississippi reconhece o Genocídio Armênio

Fontes : ArmRadio O Mississippi tornou-se o 50º estado dos EUA a…
Leia mais
Cultura

'Cantos de um Livro Sagrado' vence festival É Tudo Verdade

O documentário Cantos de um Livro Sagrado, de Cassiana Der Haroutiounian e Cesar Gananian, venceu a…
Leia mais

Deixe um comentário