Home Entrevistas Entrevista com os diretores de “Rapsódia Armênia”

Entrevista com os diretores de “Rapsódia Armênia”

1

Em abril deste ano o filme Rapsódia Armênia foi exibido em avant-premiere, com duas sessões completamente lotadas de convidados, na Reserva Cultural em São Paulo.

Dirigido por Cassiana Der Haroutiounian, Cesar Gananian e Gary Gananian, a produção em estilo “road movie” contou histórias individuais de armênios, cujas biografias compunham o grande cenário da história recente da Armênia.

Em julho o filme foi exibido na nona edição do Festival “Golden Apricot” em Yerevan e, de quebra, garantiu a premiação do British Council Award.

Agora o filme foi convidado para participar da 36ª edição da Mostra internacional de Cinema de São Paulo, que será realizada entre os dias 19 de outubro a 01 de novembro. A redação do Portal Estação Armênia conversou com os diretores de Rapsódia Armênia.

Leia a entrevista:


Como surgiu a ideia do filme no contexto geral?

Gary: A idéia surgiu de uma vontade de tínhamos a algum tempo de produzir algo, por causa desse sentimento de armenidade que vinha aumentando em nós desde quando fomos à Armênia. A Cassiana é editora de fotos da revista Serafina e pouco tempo antes havia feito uma matéria sobre a Armênia. Foi daí que surgiu essa idéia de produzirmos o documentário. Pensamos que o documentário seria algo que mostraria o país com toda a riqueza de imagem e som. Nesse intervalo conseguimos o patrocínio e isso nos possibilitou poder ir à Armênia, alugar os equipamentos, pagar pela produção do filme, etc…

EA – Quem mais trabalhou na equipe, como foi a  formação e quando decidiram a data da viagem?

Gary: A Cassiana e eu já tínhamos estabelecido chamar o César, nosso primo em comum, para produzir o filme depois de voltar da Armênia com o material bruto. Ele era o único dos três que estudou cinema e nos trouxe um olhar muito profundo em relação ao filme. Usando como referência os grandes Peleshian e Paradjanov. O César chamou o Alexandre Moura com quem trabalha há muito tempo e que fez um ótimo trabalho de pesquisa e direção musical.

Cassiana: Escolhemos a data uns dois meses antes da viagem, e coincidiu com a data dos jogos pan-armênios. Aproveitamos para fazer um curta dos jogos, já que passamos pelo menos 16 dias com a delegação de São Paulo que estava lá para a disputa.

[Assista abaixo o teaser produzido pela equipe durante a 5ª edição dos Jogos Pan Armênios]

EA – “Rapsódia Armênia”. Qual o motivo do nome e por que um road-movie e não um documentário ou outro tipo de filme?

César: Pelo fato de o filme ter o formato de uma rapsódia, encaixou perfeitamente. As imagens e sons compõem o filme sem regras pré-estabelecidas. Não há um padrão. As variações de tema, tom e sentimento ocorrem livremente.

Gary: Nós fizemos um road-movie por que era assim que nós estávamos na Armênia. Estávamos sempre na estrada indo a vilarejos, lugares turísticos, lago Sevan, Gyumri e outros. Nós não queríamos fazer um documentário padrão onde os blocos entram em ordem e sem fluidez. O documentário em estilo road-movie se encaixou a aquilo que buscamos fazer.

EA – Quais foram as maiores surpresas durante todo esse período?

Cassiana:Durante toda a execução do filme todo dia tínhamos uma surpresa. Chegar sem querer a lugares mágicos e conhecer personagens que nos agregaram de maneira única.

Gary: As maiores surpresas foram ganhar os dois prêmios no Golden Apricot. Realmente não esperávamos ganhar de outros 16 documentários de nossa categoria. Além disso, sempre ganhavam filmes da Armênia, e nós já estávamos conformados com isso. Foi uma surpresa que realmente nos pegou em cheio.

EA – Há alguma história especial?

Gary: Acho que todas as histórias foram especiais. Não conseguíamos acreditar que estávamos vivendo tudo aquilo. Todos os lugares que fomos. Todas as pessoas que conhecemos, cada detalhe era muito melhor do que qualquer coisa que poderíamos imaginar.

EA  -Como foi participar do 
Golden Apricot, o maior festival de filmes da Armênia?

César: O Golden Apricot é um festival que a cada dia vem crescendo mais. Hoje em dia o festival ganhou uma ligação com o Festival de Cannes e na sua história, o festival já teve a participação de diversos cineastas importantíssimos como Wim Wenders (diretor de Asas do Desejo), Abbas Kiarostami (Através das Oliveiras) e Alexander Socurov (Fausto).  O festival agita bem a cidade Yerevan, trazendo bandas e exposições. Ficamos muito felizes porque a cada dia que o Rapsódia Armênia era exibido o número de pessoas que iam ver aumentavam. Foram feitas diversas matérias para televisão, rádio e internet sobre o filme. A sessão mais memorável foi aquela onde estavam alguns dos personagens do filme e não havia lugar para todos. Tivemos que sentar no chão para que todos pudessem se acomodar. A reação das pessoas mexeu muito com a gente. Não esperávamos que o filme fosse emocionar tanto os armênios da Armênia e menos ainda que a gente pudesse ganhar dois prêmios pelo filme.

EA – E como será a participação na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em outubro?

Gary: Estamos muito ansiosos para a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. É o maior festival de filmes da América Latina e a estréia nacional do filme será lá. Esperamos que a colônia armênia compareça em peso para prestigiar. Já estamos confirmados no festival de Sheffield, em 2013, por termos ganho o prêmio do British Council no Golden Apricot. E agora estamos nos inscrevendo em festivais e torcendo para sermos selecionados no máximo que pudermos.

[Abaixo assista ao trailler de Rapsódia Armênia]

Serviço:

NGRESSOS INDIVIDUAIS
Segundas, terças, quartas e quintas: R$ 15,00 (inteira) / R$ 7,50 (meia)
Sextas, Sábados e Domingos: R$ 19,00 (inteira) / R$ 9,50 (meia)

VENDAS PELA INTERNET
No site Ingresso.com, o ingresso poderá ser adquirido com antecedência de quatro dias a um dia antes da sessão.

Ingressos disponíveis a partir do dia 18/10 no site www.ingresso.com e nas bilheterias da Mostra no dia 22/10

ESTRÉIA
Local: Espaço Itaú de Cinema – R. Augusta, 1475 – São Paulo, SP
Data: 22/10/12
Horário: 20h00

DEMAIS SESSÕES
Local: Espaço Itaú de Cinema – R. Augusta, 1475 – São Paulo, SP
Data: 24/10/12
Horário: 14h00

Local: Cinusp- Rua do Anfiteatro, 181 São Paulo, SP
Data: 25/10/12
Horário: 17h00

Comment(1)

  1. Bom dia,
    eu e minha família estamos muito interessados em assistir o documentário Rapsódia Armênia. Moro atualmente em Goiânia e alguns membros da família residem no Rio de Janeiro e em Los Angeles. Como podemos ter acesso ao filme?

    Atenciosamente,
    Lídia B. Nercessian

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *