Home Da Redação Projeto “100 Anos, 100 Fatos” sobre o Genocídio Armênio estreia neste 24 de Abril

Projeto “100 Anos, 100 Fatos” sobre o Genocídio Armênio estreia neste 24 de Abril

0

100Years100Facts Logo
No limiar do centenário do Genocídio Armênio, o projeto “100 Anos, 100 Fatos”, inicialmente apenas em inglês, vai rememorar o Genocídio através da publicação de fatos sobre armênios duas vezes por semana, a partir do dia 24 de abril de 2014, culminando em 24 de Abril de 2015. Estes fatos serão publicados no website 100years100facts.com – e reproduzidos através das páginas oficiais do Facebook, Twitter , Instagram e Google+.

“A idéia de usar a mídia social e a internet como um meio para rememorar o Genocídio Armênio e conectar uma população dispersa em todo o mundo foi uma inspiração para mim”, disse Lena Adishian, líder do projeto com sede em Los Angeles. “Enquanto a curadoria de cem fatos sobre Armênia e os armênios não é tarefa fácil, nós esperamos que o público considere o conteúdo educacional e cativante. “

O objetivo dos projeto é destacar aspectos da história e da cultura armênia em primeiro lugar para os próprios armênios, e também para um público amplo, desde os povos da Turquia, a diáspora armênia, ou qualquer pessoa interessada na Armênia e no povo armênio.

Além de discutir o próprio Genocídio Armênio, os fatos incluem a vida de pessoas famosas armênias, comunidades da diáspora armênia, e outros elementos da cultura, incluindo a religião, a língua, a literatura, e até mesmo esportes e entretenimento.

“Fiquei muito entusiasmado com a idéia do ‘100 anos, 100 fatos’ quando Lena me apresentou ele. Este site pode servir como uma rememoração permanente significativa – até mesmo uma celebração – da nação armênia”, disse Nareg Seferian, pesquisador e escritor para o projeto, em Yerevan. “Alguns dos fatos são muito bem conhecidos, por exemplo, os armênios como os primeiros cristãos, ou os esforços do Oriente Próximo depois do genocídio. Mas também descobriram fatos obscuros, divertidos e interessantes sobre a história e cultura de um país notável, como um perfil da família Zildjian, ou uma introdução dos armênios na África.”

Os “100 Anos, 100 Fatos” não tem a pretensão de ser acadêmico. No entanto, há um esforço para apresentar os fatos de forma acadêmica, com referências e recursos listados para o benefício da pesquisa adicional pelos leitores.

Site do projeto – http://100years100facts.com
Facebook
Twitter
Instagram
Google+

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *