Home Da Redação Presidentes da Armênia e do Azerbaijão se encontraram em Viena.

Presidentes da Armênia e do Azerbaijão se encontraram em Viena.

(Agência Prensa Armênia, Buenos Aires ) – Os Presidentes da Armênia e do Azerbaijão, reuniram-se no dia 19 de novembro em Viena para discutir as perspectivas de um acordo sobre o conflito em torno de Nagorno- Karabakh. Em uma reunião elogiada por grande parte da comunidade internacional e pelos mediadores de conflito, o presidente armênio, Serzh Sargsyan , discutiu com o presidente azeri, Ilham Aliyev, sobre a possibilidade de avançar com as negociações para um acordo de paz e resolver a disputa sobre a região.

caracuSegundo um comunicado do Grupo de Minsk da OSCE, organização encarregada de mediar o conflito, “os presidentes concordaram em continuar as negociações para uma solução pacífica”, e instruíram seus ministros das Relações Exteriores de continuar a cooperar com o Grupo Minsk , a fim de “fortalecer” o processo de paz . “Além disso, foi acordada uma nova reunião nos próximos meses.

Igor Popov da Rússia, Jacques Faure da França e James Warlick dos Estados Unidos , representantes dos países do Grupo de Minsk participaram das conversações no Hotel Palais Coburg Kasprzyk.

Alguns analistas armênios estavam céticos, observando que o presidentes não estenderam as mãos e sequer se cumprimentaram durante a reunião. Fontes seguras afirmam que eles conversaram sobre a possibilidade de reabertura do aeroporto de Stepanakert, capital do Karabakh, um elemento chave para a população local para que a comunicação com o mundo exterior.

O governo azerbaijano ameaçou abater aviões civis se isso acontecesse, o que provocou fortes críticas internacionais. A reconstrução do aeroporto foi feito pelo empresário argentino de origem armênia Eduardo Eurnekian.

O Azerbaijão mantém desde 1921 um conflito com a Arménia sobre o Nagorno Karabakh , historicamente habitada por armênios . Quando as duas nações foram anexados à União Soviética , o regime comunista de Stalin cedeu Karabakh ao Azerbaijão, como uma região autónoma . Anos mais tarde, em 1988, surgiu um movimento de libertação e autodeterminação de seu povo, uma luta que , depois de repetidos massacres da população armênia , levou a uma guerra na qual participou o Azerbaijão contra armênios de Karabakh , apoiados pela Armenia . Com a derrota do Azerbaijão, em 1994, o cessar-fogo , que continua até hoje, já foi violado diversas vezes pelo Azerbaijão.. Hoje , Karabakh constitui uma república livre, habitada pelos armênios que lá sempre viveram, embora ainda não seja um estado reconhecido como tal.

Nos últimos anos , o governo do Aliyev constantemente ameaça reiniciar a guerra, ao mesmo tempo, faz declarações racistas como “os nossos principais inimigos são os armênios ao redor do mundo”, além de recompensar e glorificar um soldado que assassinou um armênio e ameaçar todos os que visitam a Nagorno Karabakh.

A população de Karabagh acredita que sem a participação do governo de Karabagh as negociações sempre ficaram pendentes.

Deixe um comentário