Home Da Redação Serj Tankian se manifesta sobre os ataques a Síria

Serj Tankian se manifesta sobre os ataques a Síria

0

168896O vocalista da banda System of a Down, que acabou de encerrar sua turnê 2013, se manifestou pelo seu Facebook oficial sobre as afirmações do presidente dos EUA, Barack Obama, de punir a Síria com ataques aéreos. Recentemente o CNA também se manifestou sobre a intervenção estrangeira e a situação da Síria.

Dia 29 de agosto, ele postou em seu Facebook:
Estou realmente preocupado com a “evidência” contra o uso do regime sírio de armas químicas como desculpa para intervenção. Lembram-se evidência “certeira” contra o Iraque? Por que Assad usaria armas químicas quando ele tem a liderança e em sua própria vizinhança? Não faz sentido nenhum para mim. Seria um chutar longe concluir que Al Qaeda ou a Frente Al Nusra fariam isso para envolver o ocidente? Desta vez deixem as pessoas do mundo verem a evidência e deixar a Assembleia Geral da ONU tomar a decisão de envolvimento, não umas poucas nações do Conselho de Segurança. Só alguns pensamentos.

E dia 31 de agosto, continuou o assunto com o seguinte post:
Quero muito agradecer a todos que comentaram minha postagem anterior sobre a situação da Síria. Eu li muitos de seus comentários e achei-os elucidativos. No fim das contas, juntamente com o uso de armas químicas e sua terrível gravidade, a guerra civil na Síria custou a vida de 100 mil pessoas com milhões de desabrigados. Se realmente quisermos ajudar, ao invés de conduzir ataques aéreos limitados, que não vão mudar o equilíbrio do poder na Síria, deveríamos propor uma força de manutenção da paz internacional e multilateral das Nações Unidas para acabar a guerra civil lá e criar um cessar fogo imediato que possa levar a negociações entre o governo e os rebeldes. Penso que os russos e chineses serão forçados a juntar-se à força, especialmente considerando a alternativa de ataques aéreos. Uma vez que a guerra civil acabar, será mais fácil de deduzir as partes culpadas nos dois lados, que infringiram leis e convenções internacionais e levá-los à justiça, preferencialmente pela Corte Penal Internacional ou o Tribunal Internacional de Justiça para ajudar a fortalecer aquelas instituições que lidam com crimes contra a humanidade, em vez de enfraquecê-las como os EUA fizeram no passado. Alguma opinião sobre isso?

Tradução: Lika Tankian
Via: Site of a Down

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *