Home Da Redação Ativistas protestam contra preço e qualidade dos transportes em Yerevan

Ativistas protestam contra preço e qualidade dos transportes em Yerevan

0

Asbarez, Aysor, ArmeniaNOW

Desde o último domingo, dia 21, várias manifestações são realizadas em Yerevan. Os ativistas protestam contra o aumento de 100 para 150 dram (moeda da Armênia) no preço do transporte público, reajustado no último dia 20.

transportation_protester

Passageiros que utilizam ônibus e minivans vão ter que pagar 150 dram (o equivalente a 80 centavos de reais), em oposição aos antigos 100 dram, enquanto os passageiros de trólebus vão pagar 100 dram (55 centavos), quando anteriormente pagavam 50 dram.

Ainda no domingo, a polícia fez uma tentativa forçada de evitar que os ativistas se reunissem na escadaria do edifício da prefeitura. Os manifestantes, em seguida, cercados por um batalhão de policiais, jogaram moedas de 50 Dram na direção da entrada do prédio.

Uma das moedas atingiu Albert Gevorgyan, assessor do prefeito, que estava falando com um repórter naquele momento, na cabeça. Depois de ser atingido pela moeda, Gevorgyan se recusou a responder a mais perguntas e voltou para dentro.

transport-fare-youth-protest-150drams
Os manifestantes alegam que os aumentos de preços são descabidos e servem apenas para encher ainda mais os bolsos daqueles que possuem as concessões das rotas de transporte.

Os protestos continuam e na tarde desta terça-feira, 23, vários manifestantes voltaram ao local com faixas e gritos de ordem. Os manifestantes entregaram uma carta com suas exigências. Aproximadamente 8 ativistas foram detidos pela polícia enquanto protestavam próximos ao gabinete do prefeito. Dezenas de manifestantes foram ao departamento de polícia exigindo que seus companheiros fossem libertados.

O Partido Hayazn se manifestou através de um comunicado à imprensa:

“A justificativa oficial do aumento de tarifa contém dados exagerados, em particular o número de passageiros foi reduzido. Dado o número real de passageiros, a tarifa de transporte público deve ser de 70 AMD, no máximo.

Estamos convencidos de que os moradores de Yerevan não se oporiam a um aumento das tarifas de transporte se o preço estivesse alinhado com a qualidade dos serviços prestados. No entanto, se o único significado do aumento de preços é garantir superlucros de algumas pessoas privilegiadas, os protestos da população são inevitáveis. O Partido Hayazn une-se aos protestos.

Exigimos:

1. Revogação da decisão do aumento nas tarifas de transportes públicos.

2. Eliminação da instituição de proprietários privados de linhas de transporte fixas, socialização de transporte de passageiros na capital, impondo a responsabilidade do Município que também deve dispor de lucros.

3. Assegurar um número suficiente de carros nas rotas, incluindo o fim do dia e a hora do rush. O transporte de grandes números de passageiros deve ser eliminado.

4. Melhoria do sistema de pagamento por meio de cartões, tarifas mais flexíveis com base na distância da rota e do tempo de utilização, bem como dar privilégios aos passageiros que costumam usar os serviços de transporte com maior frequência e os mais carentes.

5. Assegurar a correspondência da carga de trabalho dos motoristas com a legislação trabalhista, e o pagamento de salários mais adequados. A dependência da sua remuneração de acordo com o número de passageiros deve ser eliminada.

6. Assegurar que os compartimentos de passageiros e assentos cumpram os requisitos. Os condutores devem ser isentos de despesas de reparação de automóveis e a responsabilidade do estado técnico do veículo deve ser aplicada à empresa.

7. Especificação das regras do serviço adequado e seu cumprimento.

8. Garantir discussões sobre questões tarifárias após as reformas acima referidas, com prestação das razões e de argumentos.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *