Home Da Redação Vaticano publicará documentos do genocídio Armênio

Vaticano publicará documentos do genocídio Armênio

2

Asbarez

CIDADE DO VATICANO –

O Vaticano vai co-publicar um livro com documentos e informações sobre o genocídio armênio. Os trabalhos são do Arquivo Secreto Vaticano. “Eeles me fazem sentir vergonha de ser um homem. Sem fé, eles me fazem ver apenas a escuridão “, citou o monsenhor Sergio Pagano, o clérigo responsável pelos arquivos.

O anúncio foi feito por Pagano durante a apresentação da “Lux em Arcane” exposição que acontece no próximo mês de fevereiro. A exposição é uma apresentação de uma das mais importantes coleções do mundo dos papéis, com documentos desde o século 8 ao século 20, que alinhados, cobriria 85 quilômetros.

Com relação ao Genocídio Armênio, Pagano diz que quando eu leu os documentos sobre as práticas de tortura utilizadas pelos turcos contra os armênios, sentiu dor e horror.

De acordo com o prefeito, alguns dos papéis descrevem como soldados turcos “apostavam e jogavam para adivinhar o sexo de uma criança antes de esfaquear a mãe com uma baioneta e extraí-los para fora do útero.”

Durante a apresentação, Pagano, prefeito do Arquivo Secreto Vaticano, anunciou também que dentro de dois ou três anos, os documentos sobre a Segunda Guerra Mundial e do pontificado de Pio XII estará pronto. O atual Papa dedecidirá se irá liberá-los ao público, como muitos esperam, ou não.

A exposição também vai apresentar documentos menos traumática, mas de toda forma históricos relevantes, incluindo a Carta dos Pares de Inglaterra a Clemente VII da causa matrimonial de Henrique VIII (1530), o códice do julgamento de Galileo Galilei (1616-1633), a carta de Imperatriz Helena da China em seda e da Carta de índios americanos a Leão XIII.

 

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Comment(2)

  1. Fiquei estarrecida com tal feito contra a Armênia. Uma monstruosidade que não pode ficar sem relevância e o devido destaque na mídia internacional.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *