EditorialTudo

Editorial: Novos tempos na vida comunitária

O fiasco do Ato Solene realizado em 28 de abril de 2014 na Assembleia Legislativa de São Paulo em rememoração ao genocídio de 1915, levou a uma movimentação de jovens, adultos e lideranças da comunidade que manifestaram pelas redes sociais sua indignação com a falta de preocupação com a aproximação do centenário do Genocídio Armênio.

A situação tornou-se ainda mais preocupante quando semanas depois, um e-mail apócrifo enviado para a comunidade defendia a forma pouco protocolar e desrespeitosa como o ato foi organizado e tecia comentários extremamente comprometedores e inconvenientes e de cunho político.

O escritório do CNA no Brasil, entidade de escala mundial com 88 escritórios em diversos países e que se dedica exclusivamente a defender os interesses armênios e à luta pelo reconhecimento do genocídio, manifestou sua indignação e o Comite TRO da Federação Revolucionária Armênia – Tashnagstutiun se uniu a esse reclamo para que o quadro testemunhado em abril passado não se repita nunca mais.

Acolhidos em reunião pelo Corpo Religioso, Presidência do Conselho Representativo, Presidências das Diretorias Executivas de Osasco e São Paulo da Igreja Apostólica Armênia do Brasil, o CNA-Brasil e o Tashnagstutiun expuseram a preocupante situação.

A fim de evitar que esses problemas se repitam, as entidades acima, irmanadas e sabedoras de suas responsabilidades com a comunidade, decidiram emitir um comunicado conjunto (leia na imagem abaixo) que aponta para novos tempos de união e luta conjunta.

Unidos somos mais fortes.

Leia abaixo.

email apocrifo retrata

Matérias Relacionadas
Eventos

Novo documentário de Gary Gananian sobre Artsakh será exibido em São Paulo

Gary Gananian, um dos diretores de Rapsódia Armênia, acaba de lançar um novo documentário…
Leia mais
Da Redação

Morre Prof. Dr. Hagop Kechichian, historiador da comunidade armênia

Faleceu ontem (13) na capital paulista o Professor Doutor Hagop Kechichian, grande historiador da…
Leia mais
Genocídio Armênio

Mississippi reconhece o Genocídio Armênio

Fontes : ArmRadio O Mississippi tornou-se o 50º estado dos EUA a…
Leia mais

Deixe um comentário