Da RedaçãoGenocídio ArmênioTudo

Igreja Armênia canonizará mártires do Genocídio Armênio

A Igreja Apostólica Armênia canonizará 1,5 milhões de mártires armênios mortos durante o Genocídio conduzido pelo governo turco entre 1915 e 1923. Entre eles muitos familiares e parentes de descendentes que hoje vivem no Brasil e em muitos outros países.

O processo de canonização acontecerá em 2015, centenário do início do Genocídio. A decisão foi tomada durante um Sínodo ocorrido no final de setembro, na cidade de Etsmiatzin (considerada a cidade mais sagrada dos armênios). Foi a primeira vez em mais de 400 anos que bispos de todo o mundo se reuniram em um Sínodo, um marco na história da Igreja Armênia.
armenia-church-archbishop-synod-1
A canonização seguirá a fórmula da tradição das Igrejas do Oriente, que é a proclamação dos santos, indicando o nome do lugar do martírio e não os nomes dos indivíduos. Na Igreja Apostólica Armênia, os últimos declarados santos datam do século VI.

O governo turco, que nega deliberadamente a responsabilidade e muda a versão dos fatos, reagiu negativamente à notícia, considerando-a uma afronta. O presidente da ASAM, Ömer Özkaya, declarou que essa decisão tem motivações políticas e que a disputa Turquia-Armênia agora toma dimensões religiosas.

Matérias Relacionadas
Artsakh

Armênia retirará suas tropas de Artsakh em Setembro

Fontes : Asbarez, Armenpress O chefe de segurança nacional da…
Leia mais
Artsakh

Comunidades armênias em Berdzor serão cedidas ao Azerbaijão

Fontes : Armenian Weekly Por Lillian Avedian A cidade de Berdzor…
Leia mais
Eventos

Novo documentário de Gary Gananian sobre Artsakh será exibido em São Paulo

Gary Gananian, um dos diretores de Rapsódia Armênia, acaba de lançar um novo documentário…
Leia mais

Deixe um comentário