Home Da Redação Genocídio Armênio nos livros escolares da Ucrânia

Genocídio Armênio nos livros escolares da Ucrânia

0

Via Yerkramas

Depois de França, foi a vez de a Ucrânia incorporar o genocídio armênio nas páginas dos livros de história. A partir de agora, os alunos das escolas ucranianas podem estudar casos ressonantes de políticas genocidas e violência dos governos por meio de um livro especial: “Genocídio e política de extermínio em massa da população civil no século XX”.

O livro escrito por Andrew Kozitskiv aborda as razões, características e impacto desses crimes, e é recomendado pelo Ministério da Educação e Ciência, Juventude e Desportos para estudantes em cursos de ciências humanas.

O Centro de Informações do jornal de armênios da Rússia “Yerkramas”, referindo-se aos meios de comunicação ucranianos, informou que o livro aborda o genocídio armênio no Império Otomano, o Holodomor de 1932-1933 na Ucrânia e o Holocausto de judeus europeus.

Separadamente dos casos acima citados, o livro trata de outros assassinatos em massa de civis que ainda não são reconhecidos como genocídio e foi escolhido como um dos 18 melhores livros do “Fórum de editores” que aconteceu este ano em Lviv.

“Um estudo detalhado do passado, juntamente com suas páginas atraentes e controversas, é extremamente importante para a Educação Liberal”, disse o autor.

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *