Home Da Redação Serzh Sargsyan chega ao Brasil e assina 4 acordos com governo Temer

Serzh Sargsyan chega ao Brasil e assina 4 acordos com governo Temer

0
Sargsyan e Temer - Foto - Beto Barata (PR)
Sargsyan e Temer – Foto – Beto Barata (PR)

Na última sexta-feira, dia 12 de agosto, o presidente armênio Serzh Sargsyan e o Ministro dos Negócios Estrangeiros da Armênia, Edward Nalbandian, desembarcaram em Brasília para visita oficial ao país e tiveram encontro com o presidente interino do Brasil, Michel Temer, que esteve acompanhado do Ministro das Relações Exteriores do Brasil, José Serra.

Esta foi a primeira vez que o governo em exercício recepcionou um chefe de Estado. Após encontro, que durou cerca de meia hora, os dois presidentes participaram de cerimônia de assinatura de acordos em quatro grandes áreas: cooperação educacional e técnica; agricultura; consultas políticas; e cooperação entre academias diplomáticas.

Em seguida, o presidente Sarsgyan seguiu para cerimônia de lançamento da construção da Embaixada da Armênia em Brasília, acompanhado do ministro José Serra (assista abaixo).

Às 18:30 de sexta-feira, Sarsgyan, acompanhado por Nalbandian, estava presente ao Palácio do Governo onde foi recebido pelo governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, em cerimônia que contou com a presença dos eclesiásticos das igrejas armênias locais e pelos membros das entidades armênias da cidade.

Em seu discurso em São Paulo, Sargsyan se disse “orgulhoso e contente em encontrar representantes da nossa nação milenar no novo mundo”. O presidente armênio ainda enfatizou que o encontro com as comunidades da diáspora é uma parte indivisível de suas visitas, e tem por objetivo servir de ponte entre a Diáspora e a Mãe Pátria.

Sargsyan ainda aproveitou para agradecer às instâncias governamentais brasileiras, aos governantes do Estado de São Paulo e, em especial ao Senado Brasileiro que no ano de 2015 reconheceu o Genocídio Armênio.  Por fim, Sargsyan falou sobre a luta de Artsakh e o que ele chamou de “descumprimento do acordo de armistício de forma ampla e violenta” pelo Azerbaijão, e garantiu: “mesmo estando prontos para a guerra somos a favor da paz” (assista abaixo).

O presidente Sargsyan já está no Rio de Janeiro para acompanhar as disputas dos jogos Rio-2016 e deve retornar à Armênia nesta segunda-feira, dia 15 de agosto, quando termina sua visita oficial.

Acordos Bilaterais:

José Serra e Edward Nalbandian, assinaram quatro acordos. O primeiro deles, um memorando de entendimento para cooperação entre o Instituto Rio Branco, do MRE, e a Academia Diplomática da Armênia. A finalidade é criar condições para o estabelecimento e manutenção de contatos regulares e promover cooperação entre as partes nos campos da educação e da pesquisa. Também no campo da educação, outro acordo prevê o desenvolvimento e a ampliação de cooperação científica. Os dois países elaborarão e executarão programas e projetos de pesquisa, compartilhando os resultados alcançados e as informações educacionais e científicas.Um terceiro acordo tem por objeto promover cooperação técnica em atividades e projetos de áreas consideradas prioritárias pelos governos dos dois países. Os dois ministros assinaram, ainda, um memorando de entendimento sobre consultas políticas que serão realizadas em reuniões regulares alternadamente em Brasília e Ierevan, a capital armênia.

Ainda foi assinado um memorando de entendimento em agricultura pelo secretário-executivo do ministério brasileiro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Elmar Novacki, e o ministro armênio dos Negócios Estrangeiros. O acordo visa fortalecer e desenvolver colaboração e cooperação bilateral com intercâmbio de informações em áreas como cultivos agrícolas, combate a doenças de plantas, tecnologias de irrigação, seleção de raças e pecuária, além de comércio agrícola, entre outros.

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *