Home Campanhas Campanha: Embaixador turco no Brasil nega o Genocídio em artigo na Folha

Campanha: Embaixador turco no Brasil nega o Genocídio em artigo na Folha

0

Embaixador da Turquia no Brasil cumpre cartilha negacionista em artigo na Folha de São Paulo

Faltando exatamente uma semana para o 24 de abril, quando armênios do mundo todo lembrarão os 1,5 milhão de mortos a partir de 1915, o embaixador da Turquia no Brasil colocou suas manguinhas de fora. Em texto publicado hoje (17/04) na Folha de São Paulo, Ersin Erçin ataca as legítimas reivindicações armênias e nega explicitamente o Genocídio perpetrado pelo governo otomano e pela atual República da Turquia.

Não podemos permitir tal afronta! Devemos expressar já a nossa indignação contra as declarações do embaixador turco e a veiculação dessas ideias mentirosas na Folha de São Paulo, jornal este que tem se mostrado um autêntico porta-voz dos interesses negacionistas turcos, desde a publicação do tétrico artigo de Bresser-Pereira. Na ocasião, a comunidade armênia em todo o Brasil, ao lado dos nossos amigos brasileiros, bombardearam a caixa de entrada da jornalista Suzana Singer, ombudsman da Folha, e conseguiram diversos espaços de resposta na publicação. Precisamos agir de novo, nessa semana tão especial para todos os armênios!

Enviem para ombudsman@uol.com.br um texto de repúdio ao artigo do embaixador turco, ou utilize o modelo abaixo. Se você é assinante da Folha ou da Uol, acrescente à sua mensagem uma ameaça de cancelamento da assinatura em repúdio à sistemática veiculação de material negacionista e preconceituosa para com os armênios!

Leia abaixo o texto sugerido para o envio. Se quiser escreva o seu!

Prezada Srª. Suzana Singer,

Como cidadão brasileiro, descendente de armênios, fiquei extremamente ofendido com o texto do embaixador da Turquia no Brasil, Sr. Ersin Erçin, intitulado “Alegações armênias: distorcendo a verdade”, no qual o diplomata insinua que o genocídio sofrido por nosso povo é uma mentira e que interesses políticos norteiam as nossas reivindicações. Lutamos para que seja feita justiça com o 1,5 milhão de armênios mortos pelo Império Otomano e que a República da Turquia cesse o negacionismo que ataca diretamente todos os nove milhões de armênios espalhados pelo mundo, incluindo todos os descendentes que vivem no Brasil.

Exigimos, mais uma vez, direito de resposta.

Atenciosamente,

Assinatura

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *