Home Onnig Comenta Onnig Comenta: Feliz aniversário Karnig Sarkissian

Onnig Comenta: Feliz aniversário Karnig Sarkissian

2

Karnig Sarkissian
Não lembro quando escutei uma canção patriótica cantada por Karnig Sarkissian pela primeira vez. Lembro sim dos meus primeiros contatos com a música revolucionária em casa, no Centro Armênio e no toca-fitas do meu Tio Yervant.

Na adolescência o entendimento da música revolucionária foi crescendo nas fitas-cassetes que meu pai adquiria do saudoso Enguer Suren Der Boghossian, onde escutava o grande George Tutundjian e o fabuloso Harout Pamboukdjian.

Logo no começo da minha vida universitária fui sacudido pelo ato dos meninos de Lisboa que em 1983 deram suas vidas pela causa Armênia e lembro que tempos depois escutei uma canção com os seguintes versos:

Aha aisbes arshavetzik (Assim avançaram)
Lisbon zohvadz lav enguerner (bons companheiros imolados em Lisboa)
Vor aktove tzer gue gochvik (pelo seu ato heroico merecem)
Tro i jarank veh ghenter (ser chamados de herdeiros do sangue de Tro)

Ouça a música abaixo:

Sem pedir licença e nem precisava, Karnig Sarkissian passou a ocupar um lugar central nas minhas manifestações de armenidade. Seu engajamento na ideologia da Federação Revolucionária Armênia-Tashnagtsutiun e sua total dedicação a causa da nossa gente ganharam a minha simpatia e admiração eterna.

Suas músicas me enchem de esperança e de garra para continuar lutando pela herança que meus antepassados me deixaram. Suas interpretações me movem na busca da justiça tão desejada. Enguer Karnig encarna como poucos a voz de uma gente que acredita, sonha e está disposta a se doar para materializar suas ideias.

Aqueles que assistem suas apresentações recebem uma energia indescritível que contagia a alma. Tudo isso vem da sua sinceridade, seriedade e alegria no cumprimento da sua missão.

Karnig Sarkissian, Brasil, São Paulo

Naquele dia enguer Karnig disse: é um milagre quase que inexplicável que mais de 100 anos depois de sua fundação, a bandeira do Tashnagtsutiun esteja sendo tremulada por jovens que representam a 4a ou 5a geração de descendentes de armênios. Mantenham-se junto a ela e lutemos pela Armênia.

Não existe um palco do mundo onde Karnig Sarkissian cante que em poucos minutos dezenas ou centenas de jovens se amontoem em frente e cantem a plenos pulmões Hye Katcher, Kini lits, Aryunod Trosh, Kedashen, entre tantas outras.

Karnig Sarkissian é inspirador.

Acredito que ele tenha ideia do que seu cancioneiro revolucionário representa. Karnig é a prova de que a ideologia tem voz.

Muitas pessoas sabem do que estou falando. Nos primeiros acordes de suas músicas heghapoghagan (revolucionárias) muitos sentem algo por dentro. É como se a voz dos fedayes armênios saísse pela nossa boca para cantarmos sempre junto com Karnig Sarkissian.

O aniversário é seu enguer Karnig, mas saiba que o presente quem ganha somos nós! Muitos anos de vida!

*James Onnig Tamdjian é colunista do Estação Armênia e suas opiniões não refletem necessariamente

James Onnig Tamdjian Professor de Geografia e Geopolítica. Fleumático, colérico, sanguíneo e melancólico.

Comment(2)

  1. A última apresentação que vi dele, e estava com voce James Onnig Tamdjian, estavamos em Carlos Paz/Homenetmen Cordoba durante os Jogos Navasart. Fui ve-lo chegar na porta do salão de festas, ele passou, fui até a mesa e, ao seu lado, ficamos levantados cantando todas as musicas até o fim da apresentação. Inspiração é pouco, não posso descrever mas ele inspira, transpira, exala armenidade.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *