Home Da Redação Carta aberta do deputado Garo Paylan à imprensa e população turca

Carta aberta do deputado Garo Paylan à imprensa e população turca

0

O deputado de origem armênia Garo Paylan publicou uma carta aberta ao público em geral condenando os ataques que ele e seus companheiros do HDP (Partido Democrático dos Povos) vem sofrendo por parte dos partidários de Erdogan, do AKP, na Turquia.

garopaylanp

Paylan, eleito em 2015, tem sido alvo de ataques desde que “ousou” tocar no assunto “Genocídio Armênio“, às vésperas das rememorações de 101 anos deste crime contra a humanidade. Na ocasião, Garo ainda citou os 13 deputados armênios que faziam parte do parlamento otomano em 1915 e que foram sequestrados na noite de 24 de abril daquele mesmo ano, além de pedir uma investigação sobre o caso (clique aqui e saiba mais).

Dias após o discurso, o deputado de origem armênia começou a sofrer ataques junto com seus companheiros. Em 2 de maio, durante o pleito sobre a lei de reforma constitucional, uma confusão generalizada tomou conta da câmara turca. Garo foi atacado, insultado e teve que buscar abrigo entre as mesas do legislativo enquanto os mais variados objetos voavam em sua direção (clique aqui e veja o vídeo).

No dia seguinte (03), Garo Paylan publicou a carta aberta que você lê à seguir, com tradução de Adriana Nazeli Topalian, publicado no argentino (Prensa Centro Armenio):

 

À atenção dos meios de imprensa e do público em geral.

Os distúrbios que aconteceram no dia 2 de maio de 2016, durante os debates da Comissão de Constituição sobre o projeto de lei de reforma constitucional, fazem parte de uma tentativa premeditada de linchamento.

Hoje, na mídia favorável ao governo, se veiculam informações que afirmam que eu teria “agredido” e “provocado” uma briga, e que os deputados do  HDP (Partido Democrático dos Povos)  são os responsáveis pela a violência física que se viu no recinto legislativo da Turquia. Essas informações claramente tergiversam os fatos.

De fato, quando o Ministro de Justiça, Bekir Bozdağ, afirmou que: “(…) os assessores dos parlamentares participaram nestes eventos violentos”, sobre as brigas acontecidas no dia anterior, lhe respondi: “Não, não participaram”.

Como é possível  verificar nas atas, não há nada que possa constituir uma provocação nas minhas palavras. (As atas da Comissão de Constituição do dia 2 de maio de 2016 estão disponíveis em turco www.tbmm.gov.tr/…/o.…/komisyon_tutanaklari.goruntule).

Exatamente depois disso, e como o arquivo de vídeo demonstra, uma briga se inicia quando o deputado de Istambul Mehmet Metiner, do AKP (Partido da Justiça e o Desenvolvimento), me agrediu fisicamente, e iniciou-se um linchamento planejado.

As agressões físicas continuaram com mais força e parlamentares do AKP me assinalaram indicando: “Garo está aqui!”, proferindo expressões de ódio sobre minha identidade armênia.

Além dos contínuos ataques, desde a semana passada, contra todos os parlamentares do HDP, eu pessoalmente tenho sido alvo dos deputados do AKP por causa da minha identidade armênia.

Isso evidencia que os ataques são uma tentativa de linchamento premeditado por parte dos parlamentares do AKP, e particularmente eles têm me escolhido como seu alvo.

Condeno todo discurso de ódio contra mim e minha identidade nacional.

Nós não devemos nos esquecer que os  fascistas são covardes é só podem atacar em massa e de forma vil.

 

Garo Paylan

Deputado  de Istambul pelo HDP

3 de maio de 2016

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *