Home Da Redação Show do System of a Down em São Paulo

Show do System of a Down em São Paulo

8

Dia 01 de outubro de 2011. Uma data marcante na história recente da música no Brasil. Neste dia, pontualmente as 21:30h, a banda de metal System of a Down fez o seu primeiro show em São Paulo. Formada por quatro descendentes de armênios, radicados em Los Angels, Serj Tankian, Daron Malakian, Shavo Odadjian e John Dolmayan, tocaram por mais de uma hora e meia os maiores sucessos da banda para um público enlouquecido de quase 30 mil pessoas na Chacará do Jockey, em São Paulo.

Misturando canções de todos os cinco álbuns já lançados, o quarteto armênio-americano fez um de seus melhores shows na história. Com suas canções críticas da sociedade contemporânea e um discurso político afiado, o System of a Down deixou claro o que diferencia a banda no cenário atual do rock: um comprometimento com a mudança do sistema que há anos, causa guerras, genocídios e massacres de todos os tipos.

O discurso feito pelo vocalista, Tankian, antes do início da música Holy Mountains deixou isso muito claro. Se referindo às guerras e massacres que ocorreram no século XX, Tankian se solidarizou com a situação dos índios brasileiros, postos de lado em nome do desenvolvimento do país, numa clara referência à usina de Belo Monte.

Assista ao vídeo do discurso:

Muitas bandeiras e camisas da Armênia puderam ser vistas pelo show, carregadas por membros da comunidade ou por brasileiros fanáticos pela banda. No ápice do show, uma destas bandeiras foi arremessada para o palco. Tankian agarrou a bandeira e disse: “Armênia, meu povo!” para o delírio dos seus compatriotas que compareceram à Chácara do Jockey nessa noite inesquecível.

Comment(8)

  1. Belo apoio aos Indígenas em detrimento de Belo Monte… Eles sempre falam do genocídio dos Armênios também, dos quais somos descendentes. Politizados ao extremo. Viva o SOAD, Armenian Powe! #proudtobearmenian

  2. Apesar de nao fazer parte dessa tribo nem curtir esse estilo de música, fui ao show pelo simples prazer de ver ao vivo, meus compatriotas, armenios como eu,proporcionarem aos fãs um show fantastico.
    Vi muitas bandeiras do Brasll, de fã-clubes e principalmente bandeiras da Armenia de diversos tamanhos, sempre em evidencia no meio da galera.
    Apesar de portar uma simples bandeirinha do tamanho de uma folha de papel sulfite não me senti desclocado em relação aos de tamanho maior que a minha, mas senti orgulho de portar uma simples bandeira da Armenia, de fazer parte da história nesse show, primeiro em terras brasileiras.
    Valeu muito,! durante o show me surpreendi comigo mesmo, pois estava fazendo o gesto tipico dos metaleitos. Uma noite inesquecível!! Obrigado SOAD por me proporcionar um parágrafo feliz no capitulo de minha vida. Abraços
    Avedis Balakdjian

  3. olá, Avedis bom para, mim esta tudo certo, o que eles falou sobre os indios, valeu, nâo gosto de músicas barulhenta, mas cada um cada um,seja eles sempre, vindo ao Brasil nosso , país querido que abraça todos de bom grado, certo meu caro. bjsssss.

  4. O Seu Avedis tem que ficar mais magro para o seu bem, certo, ainda não pavorô, estar fora de forma Lalá e uma princesa, que fofa, mas meu caro já vi, muitas fotos no facebook desejo á vc muiiiiiitoooss, sites nâo me- bloqueia, viiiiiiiiiiiiiiiuuuuuuu, amore .

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *