Home Da Redação Dois acontecimentos estonteantes que só dignificam a nossa coletividade

Dois acontecimentos estonteantes que só dignificam a nossa coletividade

0

A PARTICIPAÇÃO DA JUVENTUDE NOS EVENTOS EVOCATIVOS AOS MÁRTIRES ARMÊNIOS COMPROVA SEU SENTIMENTO DE ARMENIDADE, QUE JAMAIS PERECERÁ 

Panorâmica
Missa na Igreja Apostólica Armênia de São Paulo homenageou os “Mártires Armênios” do Genocídio de 1915!

Texto: Professor Yervant Tamdjian.

Entre diversas outras iniciativas organizadas a nível comunitário, sem dúvida todas merecedoras do nosso alto elogio e estima, alusivas ao 98º aniversário do Genocídio perpetrado contra o povo armênio pelo estado turco-otomano, em 1915, mas o que concerne principalmente à valiosa e importantíssima presença e participação da juventude da nossa querida coletividade armênia do Brasil, devemos salientar dois fatos que nos dão um novo ânimo e que preenchem os corações com um sentimento de emoção, conforto espiritual e grande alento. 

Efetivamente, na Missa solene realizada na nossa Catedral São Jorge, na manhã de domingo, dia 21 de abril, os fieis que lotavam o nosso Lar de oração tiveram uma grande surpresa, quando um grupo de alunos e alunas do Externato José Bonifácio-EJB (Hay Azkayin Turian Varjaran) fizeram uma esplêndida apresentação de apenas 10 minutos, que porém não só comoveu e emocionou os fieis, como também demonstrou que a Igreja Armênia está sempre se atualizando, dinamizando e caminho passo a passo com os desígnios e destino do seu rebanho, do seu povo, da nação armênia. 

Apresentação dos alunos do EJB
Apresentação dos alunos do EJB

A belíssima e espetacular apresentação dos queridos alunos do EJB, inédito no seu gênero sob os pilares da nossa santa catedral, ao encenar em alguns minutos toda a tragédia percorrida pelo nosso povo nos tristes acontecimentos do Primeiro Genocídio do Século XX, perpetrado contra a nação armênia nos territórios da Armênia Ocidental pelo governo do assim denominado “Jovens Turcos” que regiam os destinos do famigerado Império Turco-Otomano, não só surpreenderam os fieis presentes, como também, pela sua tão autêntica, sincera e verdadeira interpretação emocionou todo o público.

Não era difícil registrar as lágrimas nos olhos de todos, que acompanharam esta inédita forma de expressão manifestada por parte de alunos do nosso único educandário, o EJB, e que certamente causou um impacto positivo extremo em todos. É assim, dessa maneira, deste jeito belo e organizado que Igreja e Escola, os alicerces e pilares da sobrevivência da armenidade na Diáspora, trazem sua valiosíssima contribuição e comprovam, mais uma vez, que o armênio vive, permanece e perpetuará. 

Outro fato inédito e que também se destaca por sua bela forma organizacional foi o evento que se deu lugar no dia anterior, sábado, dia 20 de abril, também dentro da esfera dos eventos evocativos aos 1,5 milhão de mártires armênios de 1915, quando sob iniciativa dos jovens do Clube Armênio/SAMA e do Portal Estação Armênia promoveram uma extensa tarde dedicada ao tema do Genocídio Armênio (leia mais, clique aqui). De fato, a apresentação dos filmes documentários e a mesa-redonda, onde podemos destacar a liderança da juventude, causou um impacto extremamente positivo pelo interesse revelado, pois era enorme o número dos jovens que participaram desse acontecimento, participando ativamente e trazendo seus pontos de vista e opiniões, que são muito importantes e sempre bem vidas. 

Abaixo, assista ao vídeo da saídados fiéis da igreja Apostólica Armênia de São Paulo rumo ao monumento:

 

Portanto, dois acontecimentos que nos enchem de orgulho e entusiasmo a alma e o coração, pois é assim, somente assim, através da presença e participação das novas gerações que será viável sustentarmos a continuidade do nosso esforço e da nossa luta, até alcançarmos os nossos objetivos, quais sejam, a justa e indelével compensação dos nossos direitos, dos direitos inalienáveis do povo e da nação armênia, com a reparação inquestionável dos danos e prejuízos que nossos pais, avôs e antepassados sofreram de forma bárbara e cruel nas mãos das autoridades e bandos selvagens turcos-otomanos, que vitimou dois terços da nossa nação à morte. 

destacada ciclo

Concluindo, desejamos primeiramente dar os nossos efusivos, sinceros e cordiais cumprimentos aos organizadores dos eventos em geral, e especialmente o que tange aos jovens, que com sua participação e presença demonstraram que “Menk Gank, Bidi Linenk, u Ter Chadanank!” (Existimos, existiremos e perpetuaremos). 

Que essas belas iniciativas se tornem constantes na vida da nossa Coletividade, que só tem a ganhar e enriquecer com elas. Enfim, quem não viu, perdeu. Quem não participou, também perdeu. Mas, certamente outros eventos dessa envergadura hão de prosseguir com iniciativas semelhantes, tanto nas dependências das nossas sedes sociais comunitárias como também por que não na nossa bela Catedral, para dar continuidade ao trabalho cultural e educacional que não tem fim, a para que a nossa Coletividade cresça e se fortaleça cada vez mais. 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *