Home Da Redação Hovhannisian inicia greve de fome exigindo renúncia do presidente Sargsyan

Hovhannisian inicia greve de fome exigindo renúncia do presidente Sargsyan

0

Hovhanissian sentado à esquerdaO líder do partido Herança e candidato derrotado nas eleições presidenciais da Armênia ocorridas em fevereiro passado, Raffi Hovhannisian, iniciou uma greve de fome neste domingo (10), na Praça da Liberdade em Yerevan, exigindo a renúncia do presidente Serzh Sargsyan.

Observadores internacionais estiveram presentes às eleições e alegaram que o pleito foi melhor do que o anterior. A oposição acusa o presidente reeleito de fraude na disputa eleitoral do mês passado.

Assim que a derrota de Hovhannissian foi declarada, ele logo se manifestou contrário ao resultado e entrou com uma ação de recurso na Corte Constitucional do país, além de conclamar e realizar diversos protestos pacíficos e iniciar um movimento revolucionário intitulado BaREV. Grande parte da população tem apoiado o movimento.

Esta não é apenas uma greve de fome, mas um boicote contra as mentiras e a fraude“, declarou Raffi  às centenas de pessoas e partidários presentes no comício de hoje que marcou a sua greve de fome.

Hovhanissian afirmou ainda que “se em 9 de abril (dia da posse) Sargsyan levar seu juramento falso à Constituição e à Bíblia Sagrada e o Patriarca Supremo (Karekin II) abençoar o candidato que zomba do povo, isso será sobre meu cadáver“.

Recurso:

O Judiciário começará a julgar o recurso da oposição nesta segunda-feira (11/03). A comissão eleitoral já afirmou que não houve violações durante as eleições que pudessem ter influenciado o resultado.

Hovannisian recebeu 37% dos votos e Sargsyan foi declarado vencedor e reeleito com 58,6% no pleito de 18 de fevereiro.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *