Da Redação

OTSC decide não agir em invasão do território armênio

O agravamento da situação no sul da Armênia em conexão com o estabelecimento de uma nova fronteira com o Azerbaijão é um “incidente de fronteira” e não se enquadra nas disposições da carta da OTSC sobre defesa coletiva, disse o Secretário-geral do orgão, Stanislav Zas, segundo a TASS.

Soldado azeri aponta arma para jornalistas espanhóis em território armênio invadido

“É preciso entender que o potencial do OTSC só é aproveitado no caso de uma agressão, um ataque [a um dos países membros]. Estamos lidando, de fato, com um incidente na fronteira. Graças a Deus, não há vítimas, não há tiroteio ali. Este é um incidente de fronteira, deve ser resolvido e somos a favor de resolvê-lo pacificamente”, disse o secretário-geral da OTSC.

Segundo Zas, não há escalada do conflito. “Na verdade, não podemos falar sobre qualquer agravamento da situação lá. Isso já é bom, isso já é um resultado. Há muito trabalho pela frente na questão da fronteira, na resolução de todas essas polêmicas questões, mas elas precisam ser resolvidas na mesa de negociações ”, destacou Zas.

Zas também informou que após o apelo de maio da Armênia, a organização realizou consultas sobre a situação nas regiões fronteiriças do país. “Essas consultas foram realizadas no nível dos ministros da defesa, secretários dos conselhos de segurança, e entrei em contato com o ministro das Relações Exteriores da Armênia e o ministro da defesa. Discutimos essa situação. Além disso, já tivemos uma discussão geral sobre esta situação durante o Conselho Ministerial [Conselho de Ministros das Relações Exteriores da OTSC] em Dushanbe ”, disse ele.

Stanislav Zas garantiu que a OTSC monitora constantemente a situação no sul da Armênia. “A decisão de formar um grupo de monitoramento não foi tomada, embora, é claro, a situação esteja sendo monitorada”, disse o Secretário-Geral da OTSC, acrescentando que “a organização recebe as informações necessárias de muitas fontes, incluindo o lado armênio e as forças de paz russas”

A situação nas áreas de fronteira das províncias de Syunik e Gegharkunik da Armênia piorou depois que as tropas do Azerbaijão tentaram pavimentar estradas dentro do território soberano da Armênia no último 12 de maio. Em seguida, o Ministério da Defesa da Armênia relatou que as forças armadas do Azerbaijão, a fim de “ajustar a fronteira”, tentaram realizar “obras de engenharia” em uma das regiões de fronteira e adentraram profundamente no território armênio. Desde então, as partes têm relatado incidentes periodicamente.

 

Matérias Relacionadas
Artsakh

Ministro das Relações Exteriores da Armênia denuncia Azerbaijão em Moscou

Fontes : Mirror Spectator O novo ministro das Relações Exteriores da…
Leia mais
ArtsakhDa Redação

15 prisioneiros de guerra retornam à Armênia

Fontes : Asbarez EUA, Geórgia e UE desempenham papel importante no…
Leia mais
Artsakh

Praça da Eternidade homenageará os mártires da guerra de Artsakh

Fontes : ArmRadio A Fundação Tovmasyan conceberá a “Praça da…
Leia mais

Deixe um comentário