Da RedaçãoTudo

Gravação de plano de ataques à Síria vaza e Youtube é bloqueado na Turquia

O governo turco rapidamente baniu o YouTube nesta quinta-feira (27) horas após uma suposta gravação vazar com as vozes do ministro das Relações Exteriores da Turquia, o chefe de inteligência e um general do exército superior discutindo a possível intervenção na Síria, segundo o jornal Zaman.

Uma conta do YouTube apresentava a gravação como de chefe de inteligência Hakan Fidan discutindo com o chanceler Ahmet Davutoglu, o Vice-Chefe do Estado-Maior Yasar Guler e Ministro da Subsecretaria das Relações Exteriores, Feridun Sinirlioglu uma eventual operação para proteger o túmulo de Suleyman Shah, avô do fundador do Império Otomano, em uma área do norte da Síria, em grande parte controlada por militantes islâmicos.

Ancara diz que o túmulo é território turco soberano sob um tratado assinado com a França em 1921, quando a Síria estava sob o domínio francês. Cerca de duas dezenas de soldados das forças especiais turcas guardam-no permanentemente.

A Turquia ameaçou há duas semanas retaliar qualquer ataque ao túmulo, após confrontos com militantes do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (ISIL), um grupo separatista da Al Qaeda, a leste de Aleppo.

“Uma operação contra ISIL tem legitimidade internacional. Vamos defini-lo como da Al Qaeda. Não há questões sobre o quadro Al Qaeda. Quando se trata do túmulo Suleyman Shah, é sobre a proteção do solo nacional”, diz uma voz apresentada como a de subsecretário do Ministério do Exterior Feridun Sinirlioglu.

Quando a discussão se volta para a necessidade de justificar a tal operação, a voz supostamente de Fidan diz: “A justificativa pode ser criada. A questão é criar a vontade.”

Em uma declaração por escrito o Ministro do Exterior turco não negou toda a conversa, mas disse que partes da gravação havia sido manipuladas.

Em seu primeiro comentário sobre a gravação de áudio divulgada, o primeiro-ministro turco Recep Tayyip Erdogan chamou o vazamento de um ataque miserável à segurança nacional e uma traição contra o país. Confirmando a autenticidade da gravação que vazou, Erdoğan prometeu medidas contra aqueles que foram responsáveis pelo vazamento.
O Ministro das Relações Exteriores, Ahmet Davutoglu, disse que a gravação de voz de uma reunião de alto nível de segurança em segredo é uma declaração de guerra contra a Turquia.

A proibição nesta quinta-feira do YouTube acontece uma semana após Ancara oficialmente proibir o Twitter e cancelar a licença de radiodifusão de âmbito nacional de uma estação e emitir um número recorde de sanções para outra.

Sobre o autor

Artigos

Co-criador do Portal Estação Armênia. Engenheiro Mecânico e de automação, Descobri a ascendência armênia tardiamente e tenho me dedicado à criar conteúdo online para a comunidade desde então. Atualmente morando em Toronto.
Matérias Relacionadas
Eventos

Novo documentário de Gary Gananian sobre Artsakh será exibido em São Paulo

Gary Gananian, um dos diretores de Rapsódia Armênia, acaba de lançar um novo documentário…
Leia mais
Genocídio Armênio

Mississippi reconhece o Genocídio Armênio

Fontes : ArmRadio O Mississippi tornou-se o 50º estado dos EUA a…
Leia mais
Artsakh

Contando cada armênio de Artsakh

Por Cristopher Patvakanian para o Mirror-Spectator Muito antes da guerra de Artsakh de 2020, Anna…
Leia mais

Deixe um comentário