EditorialGenocídio ArmênioTudo

Obama trai sua promessa aos armenios por mais um ano

Mais uma vez o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, evitou usar a palavra Genocídio durante pronunciamento oficial de 24 de Abril. 43 dos 50 estados dos EUA já reconhecem Genocídio Armênio.

Leia abaixo a declaração completa emitida por Obama:

“Hoje nós rememoramos o Meds Yeghern (grande crime) e honramos aqueles que pereceram em uma das maiores atrocidades do século XX. Noventa e oito anos atrás, 1,5 milhões de armênios foram massacrados ou marcharam para a morte nos últimos dias do Império Otomano. Paramos para refletir nas vidas extinguidas e lembrar dos indescritíveis sofrimentos que ocorreram. Fazendo isso estamos unidos por milhões ao redor do mundo e nos Estados Unidos, onde é solenemente rememorada pelos nossos estados, instituições, comunidades e famílias. Também nos lembramos do nosso compromisso para garantir que tais capítulos obscuros da história não se repitam.

Tenho constantemente afirmado o meu próprio ponto de vista do que ocorreu em 1915, e minha opinião não mudou. Um reconhecimento pleno, franco e justo dos fatos é interesse de todos. As nações se fortalecem com o reconhecimento dos elementos dolorosos do passado, construindo assim uma base para um futuro mais justo e tolerante. Apreciamos esta lição nos Estados Unidos, como nós nos esforçamos para conciliar alguns dos momentos mais sombrios da nossa própria história. Reconhecemos os armênios e turcos corajosos que já tomaram este caminho, e incentivamos mais pessoas a fazê-lo, com o apoio de seus governos, e do meu.

A história e o legado do povo armênio são marcados por um espírito indomável, e uma grande resiliência em face da enorme adversidade e sofrimento. Os Estados Unidos é mais forte pelas contribuições que armêno-americanos fizeram para a nossa sociedade, nossa cultura e nossas comunidades. Em medida menor, devolvemos essa contribuição, apoiando o povo armênio enquanto eles trabalham para a construção de uma nação que faria seus antepassados orgulhosos: uma que valoriza a democracia e o respeito pela liberdade e dignidade humana.

Hoje nós estamos com os armênios em todos os lugares recordando o horror do Meds Yeghern, honrando a memória daqueles perdidos, e afirmando o nosso compromisso duradouro com o povo da Armênia.”

Nota da redação: No início de sua campanha eleitoral em 2008 Obama prometeu que, caso fosse eleito, reconheceria o Genocídio Armênio. Esse é o primeiro ano do seu segundo mandato e parece que não teremos mudanças em sua política que favorece o lobby turco. Os atos que Obama julga “indescritíveis” em seu pronunciamento podem ser sim descritos, em uma única palavra, Genocídio.

Veja abaixo o vídeo feito pelo vocalista da banda System of a Down, Serj Tankian, em 2009:

Matérias Relacionadas
Artsakh

Armênia retirará suas tropas de Artsakh em Setembro

Fontes : Asbarez, Armenpress O chefe de segurança nacional da…
Leia mais
Artsakh

Comunidades armênias em Berdzor serão cedidas ao Azerbaijão

Fontes : Armenian Weekly Por Lillian Avedian A cidade de Berdzor…
Leia mais
Eventos

Novo documentário de Gary Gananian sobre Artsakh será exibido em São Paulo

Gary Gananian, um dos diretores de Rapsódia Armênia, acaba de lançar um novo documentário…
Leia mais

Deixe um comentário