Home Da Redação Familias Armênias-Hamshen voltam para Nagorno Kharabagh- Artsakh

Familias Armênias-Hamshen voltam para Nagorno Kharabagh- Artsakh

0

Asbarez e Yerkir – 

Yerevan (Yerkirmedia)- Cerca de 200 famílias Armênias-Hamshen que vivem no Quirguistão estão optando por reassentarem-se na república de Nagorno-Karabakh, Artsakh.

O líder da comunidade Hamshen-Armênia, Ruslan Karabadjakov viajou para Yerevan, de onde ele irá para Artsakh analisar a logística para a transferência das 200 famílias para o local.

“Nosso lugar é aqui, na Armênia”, disse Karabadjakov. “Por 250 anos o destino nos forçou a mudar de lugar para Adjaria (republica autonoma na Geórgia), na Ásia Central. Finalmente decidimos procurar refúgio em nosso próprio solo”.

Prevê-se que os Armênios Hamshen fixarão residência na região de Mardakert em Artsakh. As autoridades da República de Nagorno-Karabakh irão fornecer terras e oportunidades para a evolução econômica e vão subsidiar esforços até que as famílias sejam auto-suficientes.

Os Armênios Hamshen da Armênia Ocidental foram conquistados pelos otomanos no século 15. A maioria deles foi forçada a se converter ao Islã. O ressurgimento dos Armênios Hamshen começou nos últimos anos com um grupo na Armênia formando organizações comunitárias e a publicação de um jornal.

Armênios Hamshen (Համշէն) ou armênios Hamshenis (Համշենի) são grupos de armênios que habitam as áreas costeiras do Mar Negro da Turquia, Rússia e Geórgia.

A maioria desses armênios aderiu ao islamismo sunita ou ao Cristianismo Apostólico Armênio. Muitas das vilas orientais de Hemshins na Turquia preservam ainda seus dialetos originais armênios comumente referidos como Homshetsma ou Homshetsnak por seus falantes.

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *