Home Da Redação Revista ligada à Igreja Católica traz matéria de capa sobre o genocídio

Revista ligada à Igreja Católica traz matéria de capa sobre o genocídio

2

A revista “O Mensageiro de Santo Antônio” é uma publicação mensal criada em 1898 na Itália, ligada a Ordem dos Frades Menores Conventuais. A revista circula no Brasil desde 1958 e em 1986 passou ter uma edição nacional, com redação situada em Santo André – SP.

Com conteúdo que versa sobre teologia, filosofia, abarcando também história, política e efemeridades, O Mensageiro veicula reportagens sobre diferentes áreas do conhecimento, a fim de promover ao seu leitor um panorama do mundo que lhe cerca.

Para a edição de outubro de 2012, a reportagem de capa escolhida foi sobre o genocídio armênio. Com o título “1915 – Genocídio Armênio: a história que não pode ser esquecida” a jornalista Sandra Alves buscou traçar um panorama do primeiro genocídio do século XX, lançando mão de fotografias da época dos massacres que comprovam a intenção genocida do governo otomano em exterminar os armênios que viviam dentro de suas fronteiras.

A reportagem dissertou sobre como o genocídio foi capaz de exterminar cerca de 1,5 milhão de armênios, mas também trouxe para os dias atuais a discussão do tema, mostrando o porquê o assunto ainda é tabu na República da Turquia, de onde emanam prescrições negacionistas a fim de ocultar os acontecimentos iniciados em 1915.

A revista não é vendida em bancas de jornais e está disponível apenas para assinantes. No entanto, a redação do Estação Armênia entrou em contato com a diretoria da revista que mui gentilmente abriu a possibilidade de aquisição da edição avulsa, ao valor de 6 reais (5,00 revista + 1,00 pelo envio).

Os interessados em adquirir a edição devem entrar em contato pelos telefone (11) 4472 5843 / 4475 1003 ou 0800 825 8252, ou diretamente pelo site: http://www.omensageiro.org.br/

Comment(2)

  1. Obrigado caro Edouard.

    Conversamos com o pessoal e eles nos enviaram a reportagem em pdf para que pudessemos redigir a nossa matéria, além da generosidade de abrirem a possibilidade da aquisição do exemplar avulso.
    Eu já encomendei a minha também.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *