Home Cultura Um dia numa vinícola na Armênia, país onde a adega mais antiga do mundo foi encontrada

Um dia numa vinícola na Armênia, país onde a adega mais antiga do mundo foi encontrada

0
0

Barev! A matéria de hoje é super relaxante e deliciosa, rs!

Como boa apreciadora de vinhos eu não poderia deixar de conhecer uma vinícola na Armênia, (local onde a adega mais antiga de que se tem conhecimento no mundo foi encontrada), mas dentre tantas opções que o país oferece, foi difícil escolher apenas uma, mas posso dizer que comecei com o pé direito! Fui conhecer a vinícola Voskeni e a história deles é incrível, refletindo na alta qualidade dos seus vinhos.

Localizados em Sardarapat, vale do Ararat, Voskeni é uma vinícola de propriedade e administração familiar. A vinícola foi fundada pelo nosso ancestral da família, Smbat Mateossian, um empresário de sucesso de Boston, que se mudou para a Armênia no início dos anos 1920. Ele sonhava com sua própria vinícola. Infelizmente, Smbat foi reprimido e sua propriedade foi confiscada durante o período bolchevique. Em 2008, a família comprou de volta o vinhedo cheio de variedades de uvas autênticas e realizaram o sonho de produzir vinhos de alta qualidade. Os diversos microclimas do vale de Ararat e o extraordinário terroir criam condições únicas para o cultivo de requintados tipos de uva e a produção de vinhos elegantes que refletem as ricas e autênticas tradições vinícolas de 6.000 anos de idade.

O caminho para chegar até a vinícola é relativamente tranquilo, com um trecho de estrada de pedra de mais ou menos 5 minutos, fica a mais ou menos 1h de Yerevan de carro, optamos por ir de táxi.

Chegando na vinícola fomos direto para o tour, guiado por Vladimir, formado e mestre em vinhos, que durou cerca de quase duas horas, com direito a explicação de como a colheita das uvas é feita, quais tipos de uvas são cultivadas na vinícola (Voskehat, Garan dmak, Khatun, Qrditchakat, dentre outras), muitas perguntas, rs… degustação de vinhos (inclusive dos que ainda estão em fase de experimentação), um delicioso lanche com direito a comidas típicas armênias e queijos e, de quebra, duas garrafas (além das cerca de 3 taças que degustamos antes) que poderíamos escolher, essa foi a parte mais legal, eu engarrafei a minha primeira garrafa de vinho!  Não preciso nem falar da hospitalidade, né? Os armênios sempre conseguem surpreender nesse quesito!

Uma das partes mais interessantes foi saber que as uvas que são cultivadas na região não precisam de muita água, que as raízes podem crescer até 100 metros e que elas vão se adaptando ao clima. A região sofre com problema de irrigação, mas isso não foi o suficiente para deter as uvas armênias de crescerem, elas se adaptam ao clima árido e são DELICIOSAS! Teimosas como um bom armênio, rs. Eu fiquei impressionaa com a qualidade do vinho pois havia experimentado um dos considerados “melhores” vinhos armênios e não me impressionei nem um pouco, então o passeio foi uma grata surpresa! Além de poder contribuir com o comércio local, eu tive a oportunidade de conhecer mais sobre a região, sobre as uvas e sobre os vinhos armênios, que são maravilhosos.

Ao final do nosso passeio ganhamos uma garrafa de vinho branco seco de presente e, para a nossa surpresa, uma caixa de chocolate da dona da vinícola, em homenagem ao dia da maternidade e beleza (também da fertilidade), que foi comemorado ontem, 7 de abril, aqui na Armênia.

A vinícola ganhou prêmios na premiação internacional Mundus Vini, que acontece anualmente na Alemanha.

Super recomendo o passeio na vínicola Voskeni, a Armênia possui vinícolas grandes mas eu acredito que a experiência numa vinícola menor é totalmente diferente e, de certa forma, mais acolhedora.

Monte Aragats ao fundo

Ararat

 

 

 

 

Maria Carolina Chaves Indjaian Colaboradora. Carioca da gema que viveu em Curitiba desde criança e agora é cidadã do mundo. É advogada, aficcionada por Direitos Humanos e defensora de minorias. O coração e o sangue sempre falam mais alto no que diz respeito à Armênia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *