Home Esportes Mkhitaryan faz história ao ser o primeiro armênio a marcar gol na Premiere League

Mkhitaryan faz história ao ser o primeiro armênio a marcar gol na Premiere League

0

O gênio armênio Henrikh Mkhitaryan continua fazendo história no futebol, desta vez na Inglaterra.

Mkhitaryan é o primeiro armênio a marcar na história da Liga Inglesa de Futebol, a Premiere League. Na tarde de ontem o United bateu o Tottenham com um golaço do armênio, que saiu lesionado ao final do jogo.

Mkhitaryan vinha sido mantido por Mourinho no banco de reserva, e por vezes nem era escalado pro jogo, fato que estava causando incomodo no time e nos torcedores do United. Mas Heno está provando a Mourinho que a vaga no time titular deve ser dele, mesmo agora com a lesão ao final da partida.

Agora, o Manchester United soma 24 pontos, consolidado na sexta posição. Na quinta, zona classificatória à Liga Europa, aparece o Tottenham, estacionado nos 27 pontos.

584d7d8b9a2ce

O JOGO – (Via LanceNet)

Além de trazer duas potências do país, o confronto trazia um duelo tático à parte. Ambos os times optaram pelo 4-2-3-1, com os astros Ibrahimovic e Kane, por Manchester United e Tottenham, respectivamente, como principais armas.

Mesmo atuando fora de casa, os Spurs ficaram mais com a bola. Porém foram escassas as chances criadas pelos visitantes. Em contrapartida, o United foi mais agudo em suas investidas e, por isso, foi premiado antes do intervalo. Mkhitaryan estufou a rede de Llloris, se tornando o primeiro armênio a marcar na Premier League.

Em vantagem, o time de José Mourinho optou por esperar o adversário e se lançar em contra-ataques na etapa final. Numa de suas melhores atuações com camisa dos Red Devils, Pogba esteve muito perto de ampliar a margem no placar – parou no goleiro compatriota e na trave, em belíssima cobrança de falta.

A equipe londrina continuou com a bola, porém, ansiosa pelo empate, pecou quando se aproximava da entrada da área. No fim, os lances mais marcantes foram a saída de maca de Mkhitaryan, lesionado no tornozelo, e a entrada do contestado Fellaini, quando restava menos de um minuto.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *