Home Da Redação Abaixo-assinado pede justiça à Mihran Harutyunyan nos Jogos Olímpicos

Abaixo-assinado pede justiça à Mihran Harutyunyan nos Jogos Olímpicos

0

Mihran Harutyunyan é um lutador armênio de luta greco-romana que chegou às finais da edição dos Jogos Olímpicos Rio 2016 na categoria 66kg.

O armênio teve um bom desempenho durante toda as fases da competição e chegou a tão desejada final favorito à medalha de ouro. Mas foi na final a luta mais polêmica do esporte neste ano, Harutyunyan foi melhor e atacou o tempo todo, conquistou um ponto. Seu adversário, o sérvio Davor Štefanek, resistia, mas não conseguia pontuar.

Foi quando o arbitro da luta penalizou o armênio e deu um ponto para o adversário. A luta terminou e, segundo as regras do esporte, em caso de empate quem fez o último ponto é considerado vencedor. A torcida presente no estádio vaiou, Harutyunyan chorou muito no pódio mas pediu para que a torcida não vaiasse o sérvio quando recebia a medalha. Nos bastidores, o armênio desabafou, disse que as regras eram uma vergonha para o esporte, e que poderia deixar de competir.

Foi assim que o armênio Edgar Khachatryan decidiu criar um abaixo-assinado no site change.org, veja abaixo:

Mihran Harutyunyan: Uma vítima de injustiça  Rio 2016

No dia 16 de Agosto de 2016, nas Olimpíadas do Rio, durante a luta com Davor Shtefaneki, o lutador Armênio Mihran Harutyunyan foi privado da medalha de ouro olímpica por conta da injustiça da arbitragem. Isto é uma desgraça para a Luta Greco Romana e o mundo todo testemunhou quem foi o verdadeiro campeão. A injustiça pode significar a saída de um atleta talentoso do esporte. Isto é honrável para as Olimpíadas do Rio e para UWW (Federação Mundial de Luta)?

Comunicamos várias federações de esporte internacionais, a Federação Greco Romana e a Federação Mundial de Luta para prosseguir com esta questão e restaurar justiça. Cada uma das injustiças nos esportes ofusca as Olimpíadas como um todo. Os organizadores das Olimpíadas do Rio devem também se juntar a esta reivindicação e tomar as medidas necessárias para restaurar a justiça nos esportes, nesse caso – em toda a Olimpíada.

Esta petição será entregue para o presidente do Comitê Internacional Olímpico, MR Tomas Bach.


No momento dessa publicação, o abaixo assinado já contava com mais de 27 mil assinaturas.


Para assinar, é só clicar no link à seguir: www.change.org/p/united-world-wrestling-mihran-harutyunyan-the-victim-of-injustice-rioolympics

 Colaborou Mary Angélica Pamboukdjian.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *