Home Da Redação Ex-presidente Levon Ter Petrossian organiza protesto na capital Armênia

Ex-presidente Levon Ter Petrossian organiza protesto na capital Armênia

0

ASBAREZ

Depois de uma moratória de três anos sobre os protestos na Praça da Liberdade, a polícia permitiu uma manifestação em frente ao Congresso Nacional Armênio em Erevan (capital). Os manifestantes marcharam a partir do edifício Madenatarn em direção à praça central, informou Radio Free Europe / Radio Liberty.

Após breve conversa entre os organizadores do protesto e da polícia, a multidão foi autorizada a entrar na praça. O Congresso Nacional Armênio imediatamente chamou de uma “vitória” em seus esforços contínuos para a movimentação de uma agenda, que inclui a programação de convocação de eleições antecipadas parlamentares e presidenciais em 2012 e 2013, respectivamente.
líder do Congresso Nacional Armênio, Levon Ter-Petrosian, disse que seu grupo estava disposto a ter o “diálogo” com a administração do atual presidente Serje Sarkisian, dizendo que ele está dando ao presidente uma oportunidade de fazer concessão com base nas demandas que Ter-Petrosian estabeleceu no 1° protesto.

Ter-Petrosian comparou seus esforços recentes à revoltas populares no Egito e na Tunísia, dizendo: “Muito em breve, esta onda [de protesto] irá mostrar uma tendência a crescer, ao invés de morrer”, relatou a RFE / RL.
A polícia sinalizou que estaria disposta a conversar e negociar os termos para um outro protesto planejado no Congresso Nacional Armênio, agendado para 08 de abril.

Dois partidários de Ter-Petrosian, foram libertados da prisão antes do protesto.

Fundador e líder do partido de Ter Petrossian, Raffi Hovannisian, faz  greve de fome na Praça da Liberdade desde terça-feira, e foi saudado por alguns manifestantes que se aproximaram da praça.

Hovannisian crê que seu protesto tem o objetivo de forçar Sarkisian a chamar eleições antecipadas.

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *