Home Eventos 28 de maio histórico marcado pela participação da juventude armênia de SP

28 de maio histórico marcado pela participação da juventude armênia de SP

0

O 98º Aniversário da Primeira República da Armênia de 1918 foi comemorado com uma emotiva festa popular. Mais de 150 pessoas compareceram ao salão Tchilian da SAMA – Clube Armênio para render suas homenagens a essa data histórica e tão importante para todos os armênios.

destaque

O evento convocado pela SAMA e pelo Tashnagtsutiun – Tro Gomidê, com adesão do Hamazkayn de São Paulo, foi marcado pela presença e participação dos jovens da comunidade.

nigolO Presidente do Clube Armênio, companheiro Nigol Nigoghosian, fez a abertura logo depois da execução dos hinos do Brasil e da Armênia pelo Coral Vahakn Minassian da SAMA, sob regência do Maestro Alexey Kurkdjian e acompanhods pelo pianista Gustavo Fiel,  dando as boas-vindas a todos os presentes e em especial às autoridades civis e eclesiásticas.

Estiveram presentes: Arcipreste Der Yeznig Guzelian, da Igreja Apostólica Armênia São Jorge e representando o Primaz da Diocese (Bispo Nagerg Berberian), o Bispo Dom Vartan Boghossian, Exarca Católico Armênio para América Latina, Arcipreste Der Boghos Baronian da Igreja Apostólica Armênia São João Batista de Osasco, Sra. Sonia Muradian, Presidente da Associação Beneficente de Damas Brasil Armênia – HOM – Arpi de São Paulo, a Companheira Takui Sarkissian Tavares, Presidente da Associação Educativa Armênia Hamazkayn de São Paulo, o companheiro Kevork Zadikian, Presidente do Conselho Nacional Armênio – Brasil , Profa. Seta Torian, representando a Diretoria do Fundo Armênia, Sr. Ohannes Semerdjian Neto, representando a Diretoria da Comunidade da Igreja Apostólica Armênia do Brasil, companheiro Girair Mahseredjian, Presidente do Conselho Deliberativo da SAMA – Clube Armênio  e companheiro Onnig Tamdjian, Presidente do Tro Gomidê do Tashnagstsutiun de São Paulo.

Logo no abertura, o Presidente Enger Nigol convidou o companheiro Hagop Burunsizian para expressar a palavra da SAMA – Clube Armênio. Ele discorreu sobre a importância da República de 1918 para uma nação que havia entrado no século XX atingida por um traumático genocídio. Na ocasião, Hagop rendeu homenagens ao companheiro Avedis Tchalekian que nos deixou recentemente, exaltando o exemplo de patriotismo e benemerência, bem como de humildade, que marcou a vida deste exemplo de dedicação a vida comunitária.

Na sequencia fizeram uso da palavra Der Yeznig Guzelian que discorreu sobre a necessidade da união e da firmeza em torno da pátria armênia a fim de evitar que os inimigos consigam atingir o país.

Dom Vartan saudou a iniciativa da comemoração do 28 de maio e lembrou que a visita de Sua Santidade Papa Franscisco à Armênia no próximo mês (junho) vai representar um marco na vida de nossa pátria-mãe.

Em seguida, Onnig Tamdjian trouxe a palavra oficial do Tashnagtsutiun e lembrou que somente a determinação dos armênios pode manter a vitória.

E para finalizar a parte cívica, o Secretario-Geral do partido em São Paulo, o companheiro Garo Hovhanessian proferiu o pensamento do Tashnagtsutiun que convocou a todos para uma reflexão sobre o ser armênio em nossas vidas na diáspora.

O anfitrião da festa, Nigol Nigoghosian abriu a parte artística convidando o Coral Vahakn Minassian para sua apresentação que mais uma vez emocionou a todos com seu novo repertorio e novos arranjos de músicas do cancioneiro patriótico e popular armênio, apresentando Hay Herosneri ierke, Sardarabad, Tsayn me hntchets e Getsê Zeitune (veja o vídeo abaixo).

A festa se encheu de ainda mais alegria com a apresentação dos jovens do “Grupo Kilikia“, do Hamazkayin de São Paulo, que com seus números de dança típica armênia encheram o espaço de Clube Armênio de espírito patriótico (assista abaixo).

A diretoria cultura da SAMA – Clube Armênio rendeu homenagens ao 28 de maio com seu já tradicional Arte-Sama, que chegou à sua sexta edição. Associados e seus convidados brindaram os presentes com diversas apresentações. Ara Kedikian, Alexey Kurkdjian, Tiago Saskanian Halak Cesar Anitablian Baltazar apresentaram o Jazz com o melhor do clássico internacional. Em seguida Vanessa Anitablian Baltazar e seu irmão Cesar brindaram o público com clássicos armênios de violão e violino.

13310383_251303521902623_473981145909261827_nA parte musical se encerrou com a apresentação do grupo vocal formado pelas irmãs Ani, Anais e Nairi Kherlakian Zadikian, acompanhadas no doll (tambor armênio) pelo companheiro Renan Hagop Heghenian e pelo maestro Alexey Kurkdjian que executaram “Ies Kulam”, sucesso da banda armênia Dorians.

A direção técnica do evento ficou a cargo de Nerses Yegenerian e Denis Tchobinian e a decoração do salão com dezenas de bandeiras armênias foi uma gentileza elaborada pelo casal Aline e Kevork Djanian.

Após as apresentações o coquetel foi servido e em seguida aconteceu a última atração da noite, a exibição do filme “ Aquelas três letras “ de Bella Bablumian.

O espírito de 28 de maio e a armenidade viveram mais um dia de alegria e união.

VEJA MAIS FOTOS, ABAIXO:

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *