Home Retrospectiva Cultura Grupo de Danças Típicas Armênias Kilikia comemorou seus 3 anos em família

Grupo de Danças Típicas Armênias Kilikia comemorou seus 3 anos em família

1
 
Dançando com as Uvas

(Por Vartinê Bohjalian Kalaydjian)

No ultimo domingo dia 15 de maio, a comunidade Armênia de São Paulo teve um evento como há muitos anos não tinha.

Na chácara Ohannes Semerdjian, gentilmente cedida para o evento, no município de Ferraz de Vasconcelos (SP), local que já foi berço para um grande número de armênios, se celebrou, com um churrasco, o terceiro aniversário do Grupo de Danças Típicas Armênias Kilikia, filiado ao Hamazkayin de São Paulo, e também o primeiro ano do grupo de danças infantil Arevik.
 
(Veja o vídeo abaixo):

Um ano depois do segundo aniversário, e da criação do grupo Arevik, o grupo cresceu e floresceu, e para celebrar e partilhar toda esta alegria resolvemos nos reunir, como nos velhos tempos quando a comunidade fazia famosos pic-nics, aqueles dos quais surgiram muitos casais de nossa colônia atual.
 
O Hamazkayin São Paulo, já sabendo das dificuldades para chegar a Ferraz, providenciou dois ônibus saindo de São Paulo. São Pedro foi bem amigo colaborando com um dia ensolarado, bem propício para um descanso embaixo das lindas parreiras cultivadas pelos Semerdjian. Esta chácara tem histórias, e temos certeza que os antepassados que um dia cultivaram com tanto amor estas terras, estariam muito orgulhosos de ver a sua cultura propagada e viva, de forma tão intensa, pelos jovens ali presentes.
 
Como toda boa festa armênia, já começou um dia antes com toda a diretoria do Hamazkayin lá reunida em prol de todos os preparativos com todo amor, música e sentimento armênio, assim como nossas mães não mediam horas de trabalho, nem de sono somente para nos contentar.
 
Domingo de manhã, últimos detalhes, sollllll….todos no ônibus ?? Câmbio! Podem partir…
 
Ao chegar as pessoas, se ouviam comentários do tipo : Ohhhhh… me sinto num pequeno pedaço da Armênia…. O encanto das orquídeas, os balões e bandeiras garmir gabuyd narintchakuyn (vermelho, azul e laranja), o cheiro da kafta, as músicas de fundo… Tudo levava à uma mistura de sensações entre e o antigo e o novo… os antepassados e os jovens…o sofrimento e a alegria… Chegamos até aqui.. e hoje celebramos!
 
Depois de saciados, nossos jovens nos deliciaram com marcantes apresentações de danças, o volume subiu, o convite surgiu e todos se uniram em uma grande roda festejando com um shurtchbar que envolveu todas as mesas, adultos e crianças, sem pressa de acabar.

(Veja abaixo:)
Quem dançou dançou, quem não dançou terá que vir ano que vem e, quem sabe, aprender que para nós dançar não é mostrar o que sabe, e sim se divertir.

Hoje temos aproximadamente 20 jovens ativos, e praticamente o Hamazkayn Brasil tem se dedicado totalmente ao Grupo de Danças, mas o Hamazkayin, como instituição no mundo todo, faz muito mais do que isso. Seu objetivo é cultivar, ensinar e propagar a cultura armênia em todos seus aspectos. E tendo uma cultura riquíssima, se nos abrem diversas possibilidades tanto na arte, como música, teatro, poesias, pinturas. Precisamos de mais braços e jovens com vontade de se aproximar às suas raízes.
 
No momento nosso grupo de Danças sobrevive apenas com patrocínio, mas estamos em busca de algo mais estável para podermos realizar os projetos que nos temos traçado. Gostaríamos de trazer uma professora da Armênia para aprimorar as danças, dar aulas de canto, e quem sabe montar uma peça de teatro. Para isto , buscamos “petit patrocinadores”, que contribuam com 100 reais ao mês, e tenham em contrapartida suas logo marcas nas nossas camisetas, alavancando sua imagem em apresentações do grupo com grande público na cidade de São Paulo ( Revelando SP, Festa do Imigrante, etc.). Consideramos que isso não é algo difícil de se fazer, se pensarmos que temos tantos armênios com grandes negócios na comunidade, afinal propaganda é algo que ninguém se importa em ter mais um pouco.
 
Para tudo isto precisamos de vocês, precisamos da Comunidade querendo fazer algo em prol das gerações que já estão ai, e que vão ensinar às que estão por vir. Faça sua parte, para que no que ano que vem, possamos ver um espetáculo mais bonito ainda, e que pertença à NOSSA comunidade, afinal não queremos dar a razão a tantos outros que sempre diziam : Que aqui não dá pra fazer…
 

O HAMAZKAYIN está aí… Uma cultura viva, que prova que dá para fazer sim !! Já fez e ainda fará !

CONFIRA ABAIXO O ÁLBUM DE FOTOS:

 

Comment(1)

  1. Muito me emociona estar com vcs da Comunidade Armênia de São Paulo nesta festa tão bonita! Faz lembrar do meu avô Takvor Gondjounkian, homem de poucas palavras mas de um enorme coração!
    Parabéns ao portal pela brilhante matéria!
    Parabéns aos jovens que mantém acesas a chama desta nação de guerreiros e heróis verdadeiros!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *