Home Da Redação Armênia tem bons resultados em estudos de liberdade de internet e potencial para novos negócios

Armênia tem bons resultados em estudos de liberdade de internet e potencial para novos negócios

0

PanArmenian

199636A Freedom House publicou o relatório Liberdade na Net 2015, colocando Armênia entre os países livres, com uma pontuação total de 28 (0 = melhor, 100 = pior). O Brasil também aparece como país livre, com uma pontuação ligeiramente pior que a da Armênia, 29 pontos.

A taxa de penetração da Internet na Armênia tem melhorado ao longo dos últimos anos, ao mesmo tempo que ocorrem melhorias na estabilidade da infraestrutura da internet e relativamente poucas restrições ao conteúdo online. Além disso, grupos de cidadãos e ONGs fizeram uso de ferramentas de comunicação on-line para promover e organizar campanhas, especialmente em torno dos protestos em Yerevan contra aumentos dos preços da eletricidade em meados de 2015 (#EletricYerevan), segundo o relatório.

Em março de 2015, os membros do Parlamento propuseram alterações à Lei sobre Proteção de Dados Pessoais que visam aumentar a proteção da privacidade através da criação de uma agência com autoridade para supervisionar as decisões do governo que dizem respeito ao acesso a dados pessoais.

De acordo com os relatórios, Azerbaijão, Ucrânia e Quirguistão estão entre os países parcialmente livres, enquanto a Rússia, Bielorrússia, Cazaquistão e Uzbequistão são listados como não livres.

Publicado nesta quarta-feira, 28 de outubro, o Liberdade na Net 2015 reporta que a liberdade na Internet está em declínio em todo o mundo pelo quinto ano consecutivo, à medida que mais governos censuram informações de interesse público e ao mesmo tempo expandem a vigilância e reprimem ferramentas de privacidade.

Doing Business

199624No mundo dos negócios a Doing Business 2016: Indo Além da Eficiência, a principal publicação do Grupo Banco Mundial foi emitida e ranqueou a Armênia em 35º lugar no plano geral. O Brasil ficou na 116ª posição.

Globalmente, entre 189 economias, a Armênia está em:

lugar no ranking em termos da facilidade de começar um negócio (Brasil 174º);

62ª sobre a facilidade de obtenção de alvarás de construção (Brasil 169º);

99ª na facilidade de obtenção de eletricidade (Brasil 22º);

14ª sobre a facilidade de registro de propriedades (Brasil 130º);

42ª sobre a facilidade de obtenção de crédito (Brasil 97º);

49ª sobre o índice de proteção da força da minoria dos investidores (Brasil 29º);

41ª sobre a facilidade de pagamento de impostos (Brasil 178º);

29ª sobre a facilidade de negociação através das fronteiras (Brasil 45º);

28ª sobre a facilidade de cumprimento de contratos (Brasil 145º);

e 71ª sobre a facilidade de resolver insolvência (Brasil 62º).

 

O país fez iniciar um negócio ser mais fácil através da criação de um processo único que fundiu os procedimentos para reserva de nome, registro de empresas e obtenção de um número de identificação fiscal e também ao oferecer a inscrição de empresas on-line, eliminando as taxas de inscrição empresa e simplificando os procedimentos pós-registro.

 

O relatório deste ano também apresenta adesão da Armênia à União Econômica da Eurásia. “A Armênia reduziu o tempo e custo para documentação e problemas de fronteira para o comércio com a Rússia”, segundo o relatório. A Rússia está em 51ª lugar geral.

 

As três principais nações, de acordo com o Banco Mundial, são Cingapura, Nova Zelândia e Dinamarca, enquanto a Eritreia tem o pior clima para fazer negócios entre as nações avaliadas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *