Home Da Redação Atentado em Ankara: “Há uma histeria nacionalista na Turquia”

Atentado em Ankara: “Há uma histeria nacionalista na Turquia”

0

Via Prensa Armênia.

Atentado-AnkaraNo que é considerado o pior atentado da história da Turquiam duas explosões em uma manifestação pela paz causaram 95 mortos e 246 feridos (e a contagem não para) no último sábado, na Capital Ankara.

“O atentado que vivemos hoje, não é casual”, declarou Mehmet Dogan, antropólogo curdo, em declarações à Agência Prensa Armenia. “Em 7 de junho foram realizadas eleições gerais na Turquia, com um triunfo revolucionário do Partido Democrático dos Povos (HDP), que é uma frente curda que conta com armenios, assírios, árabes, todas as minorias e também progressistas turcos” destacou. ” A estratégia de Erdogan é debilitar a este partido plurinacional e progressista”, completou assinalando que se busca gerar uma “histeria nacionalista na Turquia” para “polarizar” a sociedade às vésperas de outra eleição.

O ataque, que acontece a poucos dias da eleições parlamentares de 1° de novembro, esta relacionado, segundo os analistas, com o processo eleitoral, haja vista que a maioria dos manifestantes eram do partido pró curdo HDP, que na últimas eleições conseguiu obter representação parlamentar pela primeira vez na história do país.

Selahattin Demirtas, co-presidente do HDP, acusou o Estado turco de se converter em uma “máfia”. Ademais, ele denunciou que a polícia anti-distúrbios foi quem chegou ao local do atentado, ao invés das ambulâncias.

A primera reação do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, foi fazer referência aos ataques atribuindo-os a guerrilha curda ao dizer que “não de diferencia em nada dos atos de terror contra cidadãos inocentes, funcionários, policiais e soldados”.

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *