Home Da Redação Azerbaijão exige desculpas de quem visita Artsakh

Azerbaijão exige desculpas de quem visita Artsakh

0

Via Diario Armenia de Buenos Aires

521676257d418Depois tornar-se publica a existência de uma “lista negra” feita pelo Azerbaijão, que inclui aqueles que “ousam” visitar a República de Nagorno Karabakh (Artsakh), as repercussões foram imediatas.

Um artigo publicado pelo Clarín motivou mais uma resposta infeliz do embaixador azeri na Argentina, que entre outros delírios não hesitou em exigir arrependimento de quem se atrever a conhecer uma terra livre e soberana. Em uma carta aos leitores publicada na mesma edição da manhã desta terça-feira, 20 de agosto, Mammad Ahmazada procura reescrever a história e ao mesmo tempo ameaçando estigmatizar aqueles que vão a Artsakh.

Consultado a respeito, o Dr. Hagop Tabakian, diretor regional do CNA (Conselho Nacional Armênio), disse: “É inconcebível que existam estados que tentam explicar o inexplicável. A lista negra compilada pelo Azerbaijão reitera a sua convicção de Estado autoritário, utilizando métodos coerentes com a sua política para sustentar sua retórica de guerra. A “verdade” é a que eles procuram impor, os que a aceitam são amigos. Aqueles que não, são inimigos. Mais claro do que isso, é  impossível. “

Sobre Nagorno Karabakh (Artsakh)

Nagorno Karabakh é uma região autonoma com maioria da população armênia. Em 1921 quando Armênia e Azerbaijão passaram a fazer parte do bloco sovético, Joseph Stalin anexou a região historicamente armênia ao Azerbaijão. O conflito entre os dois países explodiu quando ambos ainda eram repúblicas soviéticas e remonta ao ano de 1988. A guerra foi provocada em partes pela limpeza étnica realizada pelos azeris contra os armênios em Sumgait e pelo declínio da União Soviética, quando os armênios viram a possibilidade de reaver suas terras ancestrais.

A Guerra de Karabakh foi travada entre 1991 (quando a República de Nagorno-Karabakh foi proclamada) a 1994, quando um cessar-fogo foi selado pela Armênia, NKR e Azerbaijão). A maior parte de Nagorno Karabakh é uma zona de segurança que consiste em sete regiões que estão sob controle do exército de defesa da república. Desde 1992, Armênia e Azerbaijão mantém conversações de paz mediadas pelo Grupo Minsk da OSCE (Organização para a Segurança e Cooperação na Europa) dirigido conjuntamente pela Rússia, França e Estados Unidos.

Confira no link e veja a lista negra do governo azerbaijano: https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_people_declared_personae_non_gratae_in_Azerbaijan

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *