Home Da Redação Uruguai lança projeto do primeiro Museu do genocídio armênio fora da Armênia

Uruguai lança projeto do primeiro Museu do genocídio armênio fora da Armênia

0

museoVia CNA Uruguai

As 16:30 hs da última quarta-feira no Auditório da Presidência da República do Uruguai e com o apoio. O apelo foi feito pelo Ministério da Educação e Cultura e da Comissão para a Comemoração do Centenário do Genocídio Armênio das Organizações comunidade armênia do Uruguai foi lançado o projeto do Museu do Genocídio Armênio. 

A cerimônia começou com as palavras do Secretário de Educação e Cultura Oscar Gomez, que lembrou que o Uruguai, como o primeiro país a reconhecer o genocídio armênio e criar esse museu está na vanguarda da luta contra todos os genocídios. Em suas palavras ele saudou os jovens armênios do Uruguai que nunca desistiram de lutar por justiça. 

O Arcebispo Hagop Kelendjian falou em nome da comunidade armênia, agradeceu as autoridades e expressou a importância da criação do Museu do Genocídio Armênio a para os armênios ao redor do mundo e para todos aqueles que defendem a Direitos Humanos.

Em nome do governo da República da Arménia, o Embaixador na Argentina Vahagn Melikian agradeceu as autoridades Estado uruguaio pelo apoio constante e disse que a criação deste museu “será gravada com letras de ouro na história do povo armênio “.

Em nome dos Museus Nacionais o intelectual Javier Roger explicou que o trabalho necessário para erguer um museu cujo tema é tão sensível para a sociedade e a humanidade.

O Ministro da Educação e Cultura Ricardo Ehrlich enviou uma mensagem reafirmando o compromisso do Ministério com o projeto do museu e agradeceu a comunidade armênia do Uruguai por ser tão ativa na sociedade uruguaia e nunca deixar as raízes.

Todos enalteceram o trabalho do senador Rafael Michelini que tomou a iniciativa de propor a criação de um museu para homenagear a memória do povo armênio ao Deputado Ruben Martinez Huelmo por ser um ardente defensor da Causa Armênia desde vários anos.

Com este projeto, o Uruguai se tornará o primeiro país a ter um Museu do Genocídio Armênio fora da República da Armênia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *