Home Da Redação Uruguai lança projeto do primeiro Museu do genocídio armênio fora da Armênia

Uruguai lança projeto do primeiro Museu do genocídio armênio fora da Armênia

museoVia CNA Uruguai

As 16:30 hs da última quarta-feira no Auditório da Presidência da República do Uruguai e com o apoio. O apelo foi feito pelo Ministério da Educação e Cultura e da Comissão para a Comemoração do Centenário do Genocídio Armênio das Organizações comunidade armênia do Uruguai foi lançado o projeto do Museu do Genocídio Armênio. 

A cerimônia começou com as palavras do Secretário de Educação e Cultura Oscar Gomez, que lembrou que o Uruguai, como o primeiro país a reconhecer o genocídio armênio e criar esse museu está na vanguarda da luta contra todos os genocídios. Em suas palavras ele saudou os jovens armênios do Uruguai que nunca desistiram de lutar por justiça. 

O Arcebispo Hagop Kelendjian falou em nome da comunidade armênia, agradeceu as autoridades e expressou a importância da criação do Museu do Genocídio Armênio a para os armênios ao redor do mundo e para todos aqueles que defendem a Direitos Humanos.

Em nome do governo da República da Arménia, o Embaixador na Argentina Vahagn Melikian agradeceu as autoridades Estado uruguaio pelo apoio constante e disse que a criação deste museu “será gravada com letras de ouro na história do povo armênio “.

Em nome dos Museus Nacionais o intelectual Javier Roger explicou que o trabalho necessário para erguer um museu cujo tema é tão sensível para a sociedade e a humanidade.

O Ministro da Educação e Cultura Ricardo Ehrlich enviou uma mensagem reafirmando o compromisso do Ministério com o projeto do museu e agradeceu a comunidade armênia do Uruguai por ser tão ativa na sociedade uruguaia e nunca deixar as raízes.

Todos enalteceram o trabalho do senador Rafael Michelini que tomou a iniciativa de propor a criação de um museu para homenagear a memória do povo armênio ao Deputado Ruben Martinez Huelmo por ser um ardente defensor da Causa Armênia desde vários anos.

Com este projeto, o Uruguai se tornará o primeiro país a ter um Museu do Genocídio Armênio fora da República da Armênia.

Deixe um comentário