Home Da Redação Escândalo na UNESCO: posição autoritária ou influências do Azerbaijão?
0

Escândalo na UNESCO: posição autoritária ou influências do Azerbaijão?

0

PanArmenian;News.am

A exposição Khachkar Craftsmanship abriu ontem , dia 15 de junho, em Paris, no âmbito de conferências científicas organizadas pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).

“No dia da abertura da exposição que contava com a presença do Vice-Ministro da Cultura Armênia e o Embaixador Armênio na França Vigen Tchitetchian, os convidados enfrentaram uma surpresa desagradável”, disse Jean Eckian, jornalista francês.

Os convidados ficaram chocados ao ver que as citações indicando o local de origem de cada Khachkhar (cruz de pedra), tinham sido removidas sem qualquer esclarecimento por parte dos organizadores do evento. Apenas foram indicadas as datas abaixo das fotos, de acordo com Eckian. Ele disse que as organizações armênias da França e da Suíça protestaram vigorosamente contra as diversas tentativas de negar a herança cultural da Armênia.

Desde 17 de novembro de 2010, a UNESCO decidiu inscrever as Cruz de Pedras armênias, simbolismo e Artesanato de khachkars na Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade. Levando em consideração o fato de que Khachkar é a tradição entre todos os armênios, a sua inscrição na Lista do Representantes da UNESCO de Patrimônio Cultural Imaterial que fornecem fundamentos para a manutenção e passagem de conhecimentos, tradições, rituais e artesanato relacionado com khachkars para as gerações futuras.

Charles Aznavour, o embaixador da Armênia para a UNESCO não estava presente.

Enquanto isso, o Azerbaijão tentou protestar contra a decisão e alegou que Kachkars “não são armênios.” A liderança da UNESCO tem laços estreitos com a Primeira Dama do Azerbaijão, Mehriban Aliyeva.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *