Home Da Redação Novo embaixador do Brasil na Armênia é aprovado pela CRE

Novo embaixador do Brasil na Armênia é aprovado pela CRE

0

Via Soraya Mendanha, Senado Federal

CRE - Comissão de Relações Exteriores e Defesa NacionalA Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) aprovou, nesta terça-feira (2), em votação secreta, a indicação dos diplomatas Edson Marinho Duarte Monteiro e Valter Pecly Moreira para serem embaixadores do Brasil na Armênia e na Hungria, respectivamente.

Como embaixador do Brasil na Armênia, Edson Monteiro afirmou que pretende trabalhar no aumento das relações comerciais e da cooperação entre os dois países. Ele ressaltou que a Armênia precisa de ajuda para desenvolver-se e já há pedidos de apoio nas áreas de agricultura, saúde e cooperação técnica e educacional.

– Do lado da Armênia há capacidades que também nos interessam. O povo tem acesso a bom nível de educação. Já sabemos que poderia haver algum tipo de cooperação de um nível tecnológico maior, quem sabe até cooperação industrial – explicou.

Em relação ao comércio entre os países, o diplomata disse que o Brasil exporta basicamente carnes suínas e frangos para a Armênia, mas não possui uma importação expressiva de produtos do país. Edson Monteiro afirmou que é possível melhorar a relação comercial e também manifestou o desejo de buscar uma relação mais amigável da Armênia com a Turquia e com o Azerbaijão. Segundo ele, a histórica tensão entre os países prejudica o desenvolvimento da Armênia e as condições de vida das populações.

– Se eu pudesse exprimir um desejo é que encontrem uma solução porque a situação atual é prejudicial a todos. Juntos poderiam cooperar, há grandes recursos energéticos na região. A Armênia seria o caminho natural de passagem desses recursos do Azerbaijão para a Turquia, para a Europa – explicou.

Edson Marinho Duarte Monteiro formou-se em Ciências Econômicas pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro, concluiu mestrado em Administração Pública pela Universidade do Sul da Califórnia, em 1980; e o curso de Altos Estudos do Instituto Rio Branco, em 1996. No exterior, integrou os quadros diplomáticos brasileiros em Manila, nas Filipinas (1976), Camberra, na Austrália (1983), Bruxelas, na Béligica (1992), Pequim, na China (1998) e Díli, no Timor Leste (2008).

Nota da Redação: o embaixador Edson Marinho Duarte Monteiro substituirá Marcela Maria Nicodemos que está a frente da representação diplomática brasileira em Yerevan desde 2006.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *