Home Da Redação Dona Armênia de volta à TV no canal Viva

Dona Armênia de volta à TV no canal Viva

0

Rainha da SucataNo próximo dia 21 de janeiro o canal de TV a cabo VIVA, da Rede Globo, irá reprisar a novela a “Rainha da Sucata”, que fez a fama da personagem Dona Armênia, interpretada pela atriz de ascendência armênia Aracy Balabanian. 

Exibida originalmente em 1990 pela TV Globo, a novela chega ao VIVA no lugar de “Que Rei Sou Eu?”, e vai ao ar de segunda a sexta-feira, à 0h15. 

Com direção geral de Jorge Fernando, “Rainha da Sucata” retratou o universo dos novos ricos e da decadente elite paulistana, contrapondo as personagens Maria do Carmo (Regina Duarte) e a socialite Laurinha Figeuiroa (Glória Menezes).

Nas tramas paralelas, a novela trazia um núcleo que era composto por Dona Armênia Giovani (Aracy Balabanian), seus filhos Geraldo (Marcelo Novaes), Gerson (Gerson Brenner), e Gino (Jandir Ferrari).

Com seu sotaque carregado, a imigrante dona Armênia caiu nas graças da audiência de “Rainha da Sucata” e passou a novela bajulando “suas filhinhas” e ao mesmo tempo ameaçando implodir o prédio onde Maria do Carmo (Regina Duarte) construiu uma concessionária de veículos e uma casa de shows. O terreno era de dona Armênia e ela vivia repetindo que queria ver o tal prédio “na chon”, expressão que virou bordão na época.

Filha de armênios, a atriz não teve dificuldades para criar o sotaque da personagem e inclusive usava algumas palavras e frases no idioma armênio como Asdvadz im (meu Deus).

Os pais de Aracy vieram para o Brasil da Armênia, fugindo do genocídio planejado e executado pelo governo da Turquia (Império Otomano) e fixaram residência em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul onde Aracy e os irmãos nasceram. Seu pai se chamava Rafael Balabanian e era comerciante e sua mãe era chamada Estér Balabanian, uma dona-de-casa.

Aos quinze anos mudou-se para São Paulo com os sete irmãos e ajudava os pais na criação dos irmãos menores. Fez e passou no vestibular para Ciências Sociais e para a Escola de Arte Dramática, vindo a abandonar os estudos de Sociologia, de outro vestibular que ela fez e tinha passado, para se dedicar ao teatro, sua verdadeira paixão.

Diz que viveu numa época que era considerado feio uma mulher fazer teatro, já que antigamente a mulher era educada para ser dona-de-casa e obedecer ao marido.

A biografia de Aracy Balabanian foi publicada pela Imprensa Oficial de São Paulo na “Coleção Aplauso” e pode ser baixado gratuitamente no site da editora (clique aqui)

Assista abaixo a um trecho do episódio da novela:

Fonte: Canal Viva:

Picture 3

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *