Home Da Redação Em prisão perpétua, militante armênio “comemora” aniversário de 50 anos

Em prisão perpétua, militante armênio “comemora” aniversário de 50 anos

0

Por Krikor Amirzayan, do Armenews.com

Hampig Sassounian, militante da Causa Armênia que optou pela luta armada nos anos 1980. Foi condenado a prisão perpétua nos EUA
Hampig Sassounian, militante da Causa Armênia que optou pela luta armada nos anos 1980. Foi condenado a prisão perpétua nos EUA

Hampig Sassounian “comemorou”, no dia 1º de janeiro, seus 50 anos de idade, na prisão de Saint Louis Obispo, Califórnia. Nascido em 1963 no bairro armênio de Bourdj-Hammoud em Beirute, Líbano, Hampig Sassounian, aos 19 anos, foi acusado do atentado contra o cônsul-geral da Turquia, Kemal Arıkan, em Los Angeles no dia 28 de janeiro de 1982.

Condenado a prisão perpétua pelo assassinato do diplomata turco, Sassounian está atrás das grades desde os seus 31 anos.  Mesmo assim, o militante da Causa Armênia se interessa pelos acontecimentos na Armênia e em Karabagh.

Todos os inúmeros pedidos de redução de pena e de liberdade impetrados pelos advogados do detento foram recusados.  Os americanos, aliados da Turquia, se mantêm irredutíveis em suas posições de não analisar considerar nenhum pedido de redução de pena.

[Nota da redação: Sassounian foi membro da União da Juventude Armênia e participava do grupo conhecido como “Comando da Justiça contra o Genocídio Armênio” (JCAG, na sigla em inglês). O grupo foi fundado em Paris no final da década de 1970 e era um braço da Federação Revolucionária Armênia. Na década de 1980, o grupo trocou de nome para Exército Revolucionário Armênio (ARA) e foi responsável pelo atentando à embaixada turca em Lisboa, que entrou para a história como os Lisbon 5]

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *