Home Da Redação Yerevan coberta de neve e temperaturas negativas
1

Yerevan coberta de neve e temperaturas negativas

1

Yuri Kebian Omonte participa do programa do Birthright Armenia como voluntário, desde setembro deste ano para conhecer as terras ancestrais e ajudar o povo armênio, como ele mesmo frisa em seu blog “Mer Hairenik”. Abaixo reproduzimos uma de suas últimas postagens no blog, aonde Yuri aborda o frio do inverno armênio. 

Por Yuri Kebian Omonte

Se você mora em um país tropical e quer vir pra Armênia, pense bem antes de vir no inverno. Outro dia fiquei imaginando o que seria de mim se eu tivesse saído agora do Rio de Janeiro (temperaturas acima dos 40 ºC) e chegasse aqui (temperaturas abaixo de 0 °C). Não sei se eu aguentaria!

Mas, graças à Deus, cheguei em setembro e vi de perto toda essa variação de temperatura aos poucos. Um dia após a viagem à Tsaghkazor vi Yerevan como na foto abaixo:

Cascade, Armenia, Yuri

Eu sempre estou bem agasalhado. Portanto, o frio não é um problema para mim. Andar na neve, é aquilo, tem que andar mais devagar, porque escorrega e tal. Dizem que dirigir na neve também não é fácil.

Enquanto os voluntários do Birthright da América do Sul, que não tem o hábito de ver neve, estavam encantados com a mesma, os voluntários norte-americanos e europeus não estavam tão encantados assim.

Yuri, neve YerevanE o povo local também não curte muito a neve. Muitos deles dizem que queriam morar em um lugar com verão o ano inteiro, tipo o norte e nordeste brasileiro. Até mesmo o Rio de Janeiro, que fica no sudeste, mas que tem um inverno que a mínima é de 19 ºC no Alto  da Boa Vista (bairro mais alto da cidade) a noite e durante o dia fica em algo entre 23 e 26 ºC.

Quem vê neve todos os anos não deve gostar mesmo. Mas vi muitas crianças brincando com a neve nas ruas e o chafariz perto da Opera virou pista para a molecada patinar no gelo.

Enquanto você paga uma fortuna aí no Brasil pra patinar no gelo em uma pista de shopping, o povo aqui apenas compra o calçado apropriado e patina de graça todos os dias. Eu vi a molecada se divertindo com isso também.

Por isso, não concordo com os armênios locais quando dizem que só existe diversão pra eles no verão.

______

Yuri Kebian Omonte é licenciado em matemática pela Universidade Federal Fluminense e um verdadeiro ativista da Causa Armênia no Rio de Janeiro e correspondete do Portal Estação Armênia em Yerevan. Yuri é o primeiro jovem não paulista descendente de armênios que participa do programa do Birthright Armenia como voluntário, desde setembro deste ano. Seu retorno é aguardado para o mês de março de 2013.

Comment(1)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *